quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Ato de Escrever - Satisfação Pessoal e Terapia!


Não escrevo para enaltecer ninguém e nem para fazer com que surja, através deste ato, bajulação de qualquer espécie. Escrevo pois amo! Desde jovem o ato de escrever em minha vida é uma forma de terapia. Sempre que encontro-me muito apreensivo, tenso, ou em qualquer estado emocional fora do meu normal, recorro à escrita. Não só nos momentos deprê mas nos momentos de euforia e comoção. Sempre recorro à caneta e ao papel.

Este é o meu mundo! É o lugar para aonde fujo todas as vezes que preciso me afastar o suficiente e ver mais claramente o que está ao meu redor. Perco-me e encontro-me constantemente. É prazeroso, e porque não dizer viciante.

Quando escrevo, meu sentidos ficam mais aguçados, consigo sentir melhor o que ocorre ao meu redor. Percebo detalhes muitas vezes dispersos. Sinto texturas diferentes ao toque, cores e nuances novas, sons antes inaudíveis, cheiros e gostos exóticos. Todo o universo parece pulsar junto com a batida do meu coração e por frações de segundos aquilo que não-era passa a ser. Eis a alquimia realizada.

Quando termino, volto para algum lugar que lembra aquele que havia deixado alguns segundos ou minutos atrás, contudo não sou mais o mesmo. Minhas mutações não me deixam voltar ao tamanho original. Renovo-me constantemente e alimento minha alma com este manjar tão saboroso. O que posso eu mais querer em vida senão viver!

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...