segunda-feira, 2 de agosto de 2010

O Aleph!


Olás,

Muitos dizem que Paulo Coelho é um "autor menor"! Dizem isso, pois acreditam que seus escritos são simplistas e de linguagem popular.

Eu particularmente sou um amante inveterado da leitura! Leio por puro prazer, curiosidade, auto-conhecimento e para deliciar-me na hora de elaborar meus textos privativos (Que daqui a algum tempo transformar-se-ão em um livro, se este for o destino das páginas que redijo).

Por este motivo leio Paulo Coelho, assim como leio Machado de Assis, Clarice Lispector, José Saramago, Augusto Cury, José de Alencar, entre outros autores nacionais e estrangeiros.

Esta mensagem é para falar sobre o livro "O Aleph"; último livro lançado pelo autor brasileiro mais publicado no mundo, Paulo Coelho!


Pra variar, o autor busca um tema polêmico onde mescla conhecimentos modernos e antigos, de religião e religiosidades. O texto é bem trabalhado e a história é envolvente!

Paulo Coelho passou alguns dias à bordo do trem que "corta" a Rússia de ponta à ponta vivendo uma história que o leva a lugares do passado e o faz entender coisas do seu momento presente! A viagem é tão "absurdamente" grande, que são cinco fusos horários diferentes a serem arrumados com o passar dos dias.

Segundo as próprias palavras do autor:...

"A vida acaba com a morte? Passamos para um outro plano? Voltamos de novo ao planeta Terra? Em meu novo livro, “O Aleph”, descrevo minha experiência pessoal a respeito de um assunto muito delicado: reencarnação.

Em primeiro lugar, precisamos deixar de lado a idéia de que o tempo pode ser medido: não pode. Criamos uma convenção que é absolutamente necessária para que a sociedade funcione – caso contrário jamais chegariamos a tempo de pegar um trem ou o bolo terminaria queimando no fogão.

Também somos obrigados a criar uma realidade visível em torno de nós, ou a raça humana jamais teria sobrevivido aos predadores. Inventamos algo chamado “memória”, como existe em um computador. A memória serve para nos proteger do perigo, permitir que possamos viver em sociedade, encontrar alimento, crescer, transferir para a próxima geração tudo que aprendemos.

Mas não é a vida em si".



0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...