segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O Encontro com o Velho Mestre Zaph #2


Sem que me desse conta, meu templo ao ar livre havia sido invadido por um desconhecido. O que antes parecia levitar e estar envolto por uma áurea harmônica, agora parecia pesado e envolto por uma névoa densa. Incomodei-me, mesmo sem motivos, com a presença daquele estranho.

Nessa altura eu já fazia planos de ir embora. Não queria ser incomodado em meu momento de contemplação. Começara a escrever em meu bloco de anotações os meu pensamentos, fruto de tudo o que recebia através dos sentidos. A sensação que sempre tive neste momento é a de trazer de algum lugar, utilizando minhas emoções como ponte, tudo o que a natureza gostaria de dizer mas não tem ninguém que conte ou escreva. Pode parecer loucura, mas parece que estabeleço uma sintonia profunda com tudo o que me rodeia e dessa relação nascem textos, poemas e outros escritos. É o que chamo de minhas “viagens filosóficas”. Quando isso ocorre, não gosto que ninguém me atrapalhe enquanto escrevo. O motivo era simples: Vai que perco a linha de raciocínio e conseqüentemente a idéia que estava colocando no papel perca-se completamente? Não é bom arriscar. Minha memória nunca foi boa para guardar algo por muito tempo. E este era um dos motivos pelos quais sempre andava com uma caneta e um caderno de anotações. Nunca sei quando pode surgir uma idéia boa o suficiente para deixar registrada.

“Ficarei aqui escrevendo de cabeça baixa, sem lhe dar atenção. Com um pouco de sorte ele vai entender o recado e irá embora. Se isso não acontecer, após alguns minutos levanto-me e vou me sentar noutro banco”, pensei.

Não demorou muito para que o velho puxasse conversa.

- Bela tarde, você não acha?

- Sim, é verdade. Aprendi a ser cordial com as pessoas, mas antes disso havia aprendido a não sustentar assunto com estranhos. Não desejava ser rude, contudo não queria que ninguém me atrapalhasse enquanto fazia minhas anotações.

- Impressiono-me sempre com a beleza da natureza e a integração que existe entre as plantas, os animais, a água, o ar,...

- É realmente muito impressionante! Disse, cortando a fala do velho. Não há nada mais inconveniente do que alguém que corta a frase do seu interlocutor pela metade. Era o inicio do meu “plano de fuga”. Dali a mais uma ou duas frases pronunciadas pelo velho eu iria pedir licença com toda delicadeza e iria me retirar. Sem sustentar a conversa, voltei a fazer minhas anotações.

O velho sorriu, aguardou alguns instantes, olhou-me e perguntou:

- O que está escrevendo aí?

“Como assim? Por que esse estranho queria saber o que eu estava escrevendo”? Fiquei atônito e sem reação.

Instantaneamente meus pensamentos transportaram-me a um incidente ocorrido a mais ou menos cinco anos. Recordei-me de uma menina pela qual me apaixonei. Ela estudava no mesmo colégio que eu, sendo que eu estava um ano adiantado e isso me dava uma certa importância. Ser mais velho mesmo que sejam alguns meses é bem significativo para as meninas. "Homens mais velhos são mais experientes" pensam os meninos para se gabar e as meninas por puro instinto de proteção. Até aquele momento eu achava que ser mais velho fazia uma grande diferença. Contudo quando realmente ficamos mais velhos percebemos que velhice separado de maturidade psico-emocional de nada adianta.

2 comentários:

Ká Oliveira disse...

Oi Fla...
eu de novo.. esse está bem melhor!! você por um acaso leu muito Érico Veríssimo? hahahaha.. viaja em adjetivos.. muito bom!
A única dica aqui é colocar um outro travessão entre sua voz e seu pensamento...
Ex.: "- Sim, é verdade - Aprendi a ser cordial.." e caso retorne sua voz na mesma frase, outro travessão e continua..
É isso aí querido..
grande abraçao amigo!

Flávio Nunes. disse...

Oi Ká,
Evoluir sempre... para o alto e avante..rs.. Quanto ao Érico Veríssimo, para te ser bem sincero, nunca li um livro dele!
Obrigado pela dica deste texto... já está anotado no meu caderno de anotações..rs..
Tenha um ótimo final de semana!
Abração,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...