sábado, 11 de setembro de 2010

(In)Perfeição Humana + Co-criação (Trecho do livro)!


- Mas professor, eu acredito que somos capazes de mudar o mundo!

- E como você acha que isso é possível?

- Nos conhecendo, mudando a maneira de ver a realidade que nos cerca! Disse confiante, e completei: Quanto mais tendermos à perfeição, melhor será o mundo! Um dia seremos perfeitos e o mundo será um lugar maravilhoso para se viver!

O professor olhou para cima e respirou fundo. Eu já sabia o que aqueles sinais significavam: "Você ainda tem muito o que aprender garoto"! Em seguida ele olhou para mim, voltou a jogar migalhas de pão para as aves e disse tranquilamente:

- Não poderemos nunca nos conhecermos totalitariamente. É um erro acreditar na "perfeição humana" enquanto estivermos inseridos neste mundo. Não fomos criados para atingirmos a perfeição aqui, mas para sermos co-autores da vida, da realidade física e meta-física. Fomos criados para o MÉTODO, para aperfeiçoarmos a criação, em outras palavras, fomos criados para aprimorarmos o mundo, através do amor, do entendimento e conhecimento profundo dos erros e limitações existenciais.

Ouvi as palavras do meu amigo e não sabia o que falar, muito menos como reagir. Ele tinha uma capacidade enorme de dizer, em poucas palavras, coisas que me levavam a uma reflexão profunda. Naquele curto diálogo,identifiquei algumas expressões e palavras-chaves como "Totalitariamente", "perfeição humana", "co-autores da vida", "Método", "aperfeiçoarmos a criação", "Aprimorarmos o mundo" e "erros e limitações existenciais"! Tudo isso começou a circular em minha mente num turbilhão de pensamentos de infinitas conexões com outros temas e situações de vida. Era um autentico brainstorm!

- A busca humilde da verdade e o doar-se por amor ao outro, nos faz sermos cada vez mais humanos e torna o mundo cada vez mais mundo. Continuou o professor. Entretanto, enquanto seres deste mundo, assim como o verde nunca será apenas e simplesmente verde, também nós e o mundo nunca seremos apenas e simplesmente nós mesmos! O conceito de simples e perfeito existe apenas no mundo das idéias!

Recordava daquilo, ele falava novamente de filosofia antiga, mais precisamente do platonismo. Já ouvi várias vezes seu discurso sobre o mundo físico e meta-físico, sobre o mundo em que vivemos e o mundo das idéias. Entretanto, todas as vezes, sempre surpreendia-me ao perceber que para cada tema isso era perfeitamente mesclado e, melhor ainda, fazia sentido. Como pode um ser humano saber tanto de tudo? Perguntei para mim mesmo, em relação aos discursos do meu amigo. A cada dia o admirava mais e achava que ele escondia a idade. Devia ter um três mil anos de vida, conservados num corpo de cinqüenta.

2 comentários:

Óleo disse...

a completude só encontramos qdo morremos, mas mesmo assim continuamos incompletos em nossos filhos, se os tivermos. carinhosamente Óleo.

Flávio Nunes. disse...

Olá Óleo,

Obrigado pela mensagem e pelas belas palavras que escreveste!
Tenha um ótimo Domingo e uma excelente semana!
Abração,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...