terça-feira, 2 de novembro de 2010

Ansiedade!


Vivo, nestes dias, algo angustiante.

Passo pela incerteza e isto me corrói as visceras.

A cada dia tenho mais certeza que a ansiedade é um sentimento daveras potente e perigoso.

Ela, quando mal administrado, quando mal trabalhado, quando mal, torna as coisas piores que já são.

Aperta o peito a incerteza do novo, contudo não há medo em mim.

Há, em verdade, cautela e sudorese.

Constringe-me o coração o fato de não ter em mãos aquilo que pertence ao futuro.

Tenho o presente, e somente ele pode dar-me aquilo que preciso!

Às vezes o presente não é o suficiente para acalentar meus desejos de querer mais, muito mais.

Preciso controlar-me! Preciso, mas não agora! Melhor seria se fosse agora!

Entretanto, se assim fosse, talvez comeria o fruto verde e a dor de barriga seria certa.

Preciso esperar!

Só assim, no momento presente dum futuro não muito distante, terei aquilo do qual preciso verdadeiramente.

Colherei o fruto maduro e meu intestino funcionará perfeitamente!

Falo de frutas e tempos, contudo desejo falar de emoções!

Se controlo minhas emoções, certamente viverei no tempo correto e minhas visceras funcionarão perfeitamente!

Ruim é viver num tempo que não é nosso e comer antes da hora o fruto amargo da derrota!

4 comentários:

Mary Kenchian disse...

Postar um comenário...
Comentário ??? O que comentar ???
O texto dispensa comentario, só da mesmo pra dizer que foi escrito com o coração, isso é evidente, e ao ler senti o coração batendo rápido, um aperto no peito.
Simplismente Lindo e comovente.
Como sempre voce tocou no meu coração. Agradecida !
Tenha um ótimo dia.
Abraços,
Mary

Flávio Nunes. disse...

Olá Mary,
Agradeço mais uma vez o seu comentário! Digo-lhe que sim, ele foi escrito com o coração!
Quanto ao fato dele suscitar em ti esse "coração batendo rápido, um aperto no peito"; é sinal que ele atingiu um dos objetivos principais dele! Mais uma vez, obrigado pelo carinho e atenção!
Tenha uma ótima semana!
Abração,
Flávio Nunes.

Anderson Tomio disse...

Flávio, respira fundo!
Eita anciedade....rsrsrs
Mas sabe que isso é um mal humano mesmo. Como fico ancioso também, você se precipita a "comer" o fruto ainda verde, eu conto as horas para a semente germinar...rsrs...quem dirá o fruto.
O tempo que antes andava no lombo dos bois hoje pega carona no mais veloz avião....e acredito que literalmente voa. Ah tempo, parceiro da anciedade,que hora não passa, hora já se tem a anciedade da anciedade chegar.

Emfim, não vou deixá-lo ancioso pela minha opinião. Simplismente real, verdadeiro. No auge de uma ansiedade nasceram suas palavras. Boa terapia.Dessa já sou adpto e recomendo.
Abraço e parabéns pelo blog.

Flávio Nunes. disse...

Olá Anderson,
Estou preparando um outro texto que falará sobre o tempo e como ele coooorrrreeee..rs..
Obrigado pelo comentário e pelas suas palavras! Digo a você que a "bem-dita" ansiedade sempre foi o meu maior mal!..rs.. Já a controlei de maneira magnânima, contudo ainda resta em mim "um pouco" dessa emoção tão comum em nossos tempos!
Gostei da analogia Calma = lombo dos bois e Velocidade = avião..rs..
Suas palavras não me deixaram mais ansioso..rs.. Obrigado pela recomendação da terapia..rs..
Abração amigo e obrigado mais uma vez pela atenção!
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...