quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Ayrton Senna!


Acabei de assistir o filme/documentário “Senna” e fiquei perplexo! Vários foram os motivos que me levaram a este estado. Segue o texto relatando esta experiência e também alguns comentários.


Comprei o ingresso faltando três minutos para começar o filme. Com o bilhete na mão, saí correndo em direção à sala de exibição. Lá chegando percebi que os trailers já haviam começado. “Espero que tenha um bom lugar para assistir ao filme”, pensei antes de entrar na sala. Quando entrei, qual foi minha surpresa ao ver que haviam muitos lugares vazios. A sala de exibição estava quase vazia! Contando comigo, haviam dezesseis pessoas assistindo o filme (Eu contei)! Dezesseis, este era o número de pessoas que estavam naquela sala! Um outro cara e eu, éramos os da casa dos vinte anos, os demais eram de trinta para cima. Não havia nenhum adolescente e nenhuma criança! Desejo, do fundo do coração, que esta realidade não seja a mesma no restante do país!

Imediatamente veio-me algo em mente (Aqui não tiro o mérito das outras produções cinematográficas): A saga Crepúsculo e Harry Potter arrastaram milhares de pessoas aos cinemas! Nos últimos filmes da série, antes mesmo do filme estrear os bilhetes já haviam se esgotado com alguns dias de antecedência.

O filme começa e as cenas vão passando, uma a uma, vitória por vitória, derrota por derrota. Pontos altos e pontos fracos. Cada suor, cada dúvida, cada conquista couberam, resumidamente em alguns minutos de filme. É impossível contar em tão pouco tempo a vida de qualquer ser humano, imagine a de um ídolo mundial “do seu tempo”! Eis um fato importante para ser falado: As novas gerações não conhecem Ayrton Senna (Talvez seja este o motivo do filme, fazer-se conhecer).

Não vou mentir, emocionei-me em diversas cenas e senti orgulho de ser brasileiro. Senti orgulho por saber que do ventre de nossa pátria nasceu um homem, um ídolo, um mito do esporte, do porte do nosso querido Senna! Confesso também que nunca gostei de Formula 1. Nunca foi nem de perto o meu esporte preferido! Mas quem disse que é preciso gostar de Formula 1, para gostar de alguém de carne e osso? Acima de qualquer coisa estava o ser humano, humilde e merecedor da glória conquistada.

O filme não tem efeitos especiais, não se passa num mundo fantástico e muito menos é cheio de magia ou coisa do gênero. O filme é narrado, as cenas são reais, os “atores” não são personagens, tudo se passou aqui neste mundo, com pessoas reais (Que dependendo do seu circulo de amigos), podem cruzar com você ali na esquina ou estar junto a ti numa festa ou num restaurante!

Lembro-me que na ocasião de sua morte, eu assistia seu funeral ao lado da minha mãe, na sala de casa. Ela disse algo mais ou menos assim: “Não sei por que choro, sei apenas que ele merece estas lágrimas. Nem eu sabia que gostava tanto dele”! Eu tinha doze anos quando ele faleceu.

Hoje entendi coisas que aos doze anos não tinha a mínima noção da existência. Entendi que há heróis de carne e osso circulando por aí. Descobri que os heróis também choram, também sentem medo, também gostam do colo da mãe e do pai; talvez por estes últimos, é que se sagraram heróis!

Após tudo o que vi, re-afirmei algo que trago comigo a muito tempo: Sem luta não há vitória! O nosso “Ayrton Senna do Brasil” ficará para sempre na história da Formula 1, do esporte mundial e nos corações daqueles que, acima de tudo, apesar de todos os pesares, não desistem nunca! Talvez uma fatalidade ocorra – estamos todos sujeitos a tais acontecimentos –, entretanto, se assim quisermos, podemos nós também sermos campeões ou campeãs em nossas vidas.


Agora vai o convite: Vá você também assistir o filme! Vale a pena! Ele é livre para todas as idades.


"Trailer do filme "Senna", documentário sobre a trajetória de Ayrton Senna, pontuado por suas realizações nas pistas e fora delas, sua busca por perfeição e o status de mito que ele alcançou. O filme abrange os anos da lenda do automobilismo como piloto de Fórmula 1, desde sua temporada de estreia em 1984 até sua morte precoce uma década depois. O filme faz uso imagens inéditas, tiradas dos arquivos da F1. Direção de Asif Kapadia, roteiro de Manish Pandey e produção de James Gay-Rees, Tim Bevan e Eric Fellner" (Texto retirado do You Tube).




Para quem interessar, segue o endereço do "Instituto Ayrton Senna": http://senna.globo.com/institutoayrtonsenna/

10 comentários:

contato disse...

Olá Flávio legal suas palavras em um texto bem narrado sobre no eterno ídolo. Quanto ao numero de pessoas a assistir o filme, acho que somente da sua geração e da minha (sou de 70) vai saber a importância que o Ayrton Senna teve para a divulgação do Brasil no mundo. Fui ver o filme na quarta-feira, pois é um dia mais tranquilo, deveria ter 65% da sala se emocionando com belas imagens deste grande piloto. Sou um fã da F1 e acompanho desde meus 11 anos (1981) com o 1º titulo do Piquet. Vamos ficar na torcida para o POVO BRASILEIRO, de valor e vá ver esse filme deste gênio chamado AYRTON SENNA DO BRASIL.

Sucesso.

Anderson Ramos -
Resposta do Twitter

Mary Kenchian disse...

Oi Flavio,
Valeu a dica, com certeza irei assistir. eu adorava o Senna, não perdia uma corrida de F1 na época dele e depois que ele faleceu nunca mais assisti a F1, perdeu a graça, o brilho o charme.
Infelizmente filmes como Crepusculo e Harry Potter fazem um sucesso exagerado, ingressos esgotados, salas lotadas para assistir o que?
O que tem de interessante nesses filmes ?
Tenho dois filhos um menino de 15 e uma menina de 13, meu filho é da geração onde o Harry Potter bombou e nunca precisei fazer a cabeça ele, simplismente ele assistiu ao primeiro episódio e detestou nunca mais quis ver os demais eu acheui ótimo, só ficava preocupada porque os amigos dele só falavam no Harry Potter e ele nem ai, e até hoje não se rendeu as bruxarias desse best-seller.
Quanto a minha filha não tive a mesma sorte ele é apaixonada pela saga do Crepusculo leu todos os livros e assistiu os filmes que forma lançados.
Ai quando levei eles para assistirem o filme do Lula, me encheram até não poder mais.
Essa é a geração que está vindo, focada em internet, games e etc. Por isso o normal, o real não atrai porque não faz parte do universo deles.
Cabe a nós pais e educadores orientar, ensinar e alertar.
Esse fim de semana eles não me escapam vão assistir o filme em família..rsrsrsrs
Tenha um ótimo final de semana.
Beijos.

Canto de Uma Voz disse...

Ótimo Post é sempre bom ler os post dessa forma além de trazer realidade ao momento nos deixa curioso para ver o filme.

Abraços meu amigo.

Antonio de Aruanda disse...

Valeu, Flávio. O documentário já está na minha lista. Grande abraço.

Flávio Nunes. disse...

Olá Anderson,
Obrigado pelo comentário! Concordo contigo quanto ao fato de somente quem viveu a "era Ayrton Senna" saberá a importância que ele teve na divulgação do Brasil para o mundo! Legal saber que sua experiência no cinema ter sido tão emocionante! Ficaremos na torcida para que o povo Brasileiro "veja" quem foi o nosso Senna!
Abração amigo... Sucesso para você também!
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Mary,
Belas palavra as suas! Obrigado mais uma vez por passar aqui no Blog e prestigiar-me com o seu comentário!
Só quero saber uma coisa..rs..: Levou-os ao cinema para assistir o filme/documentário?!?!?! Em caso afirmativo, como foi?!?!?! Aguardo contato..rs..
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Canto de uma voz,
Obrigado pela visita ao Blog, a atenção e o comentário!
Por falar em curiosidade: Viu o filme?!?!..rs..
Abração,
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Antonio,
Obrigado pelos comentários... aqui e no Blog!
Tenha uma ótima semana meu amigo!
Abração,
Flávio Nunes.

Anônimo disse...

Olá Flávio!!

Falar deste tópico muito me emociona,pois você está retratando aqui uma lenda,um grande ícone que sempre admirei.
Posso te dizer que estou me preparando para ver esse filme,vai ser um momento único na minha vida!!!
Um dos fatos especiais que guardo: Quando Senna ganhou seu primeiro título mundial,neste mesmo ano,eu havia acabado de nascer!!! =)

"Aquilo foi um sonho. A vitória veio com estilo e ainda valeu o campeonato. Quando Deus quer, não há quem não queira...
É irreal pensar que vou vencer sempre, mas sempre espero que a derrota não venha neste fim de semana."
(Ayrton Senna)


É estranho falar isto - já que nasci no país do futebol - ,mas sou uma 'fanática' por F1, assisto sempre e quando não posso, peço para alguém gravar(pode acreditar);os outros esportes ficam em segundo plano(não assisto)...rsrs. =)
Quando Senna, com apenas 34 anos, sofreu o acidente que tirou sua vida em Ímola - se sobrevivesse,o dano no cérebro poderia deixá-lo severamente deficiente - ,eu era ainda criança, mas me lembro do vazio e do silêncio que ecoou no país. Ninguém queria acreditar que uma corrida,algo que ele nasceu para fazer,poderia levá-lo embora.
Mas,como é um grande legado que fica,todas as gerações poderão desfrutar e conhecer esta lenda que deixou um grande marco na história do país.

"Quanto mais eu me esforço, mais eu me encontro.Eu estou sempre olhando um passo à frente,um diferente mundo para entrar,lugares onde eu nunca estive antes.
Eu senti novas sensações e eu quero
mais. Essa é a minha excitação, minha motivação."
[Senna]

Tenha um bom dia meu amigo!
Bjs,
Thaísa Figueiredo

P.S: Deixei um recado para você no 'O livreiro'

Flávio Nunes. disse...

Olá Thaísa,
Que relato mais emocionante este que fizeste aqui! Muito obrigado por compartilhar seus sentimentos e encantos sobre a F1 com todos!
Já li seu recado no "O Livreiro"! Como estou utilizando computador de amigos ou no trabalho, não posso alongar-me muito! Vou tentar manter o Blog atualizado, postando diretamente do meu celular! Quanto ao texto dos MSF, assim que eu conseguir, posto-o aqui no Blog! Farei tudo com paciencia e calma..rs..
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...