quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Algum sentido!

Retomando minhas publicações aqui no Blog, hoje escrevo para extravasar tudo quanto encontra-se dentro em mim. Minha cabeça estava a mil por hora e meu coração dividido. Quanto sofrimento, por um lado, jamais visto antes. Por outro lado lado havia minhas responsabilidades enquanto humano, profissional e de futuro pai de família. Não é hora de chegar nenhum bebê, mas o casamento está próximo e isso tem tomado muito tempo. Coisas da igreja, coisas fora da igreja. Alugar ou comprar um apartamento? Ou será melhor uma casa? Quantos convidados poderemos chamar? Os padrinhos já estão dentro das contas. Festa ou coquetel? Depende se será aluguel ou compra! Se a entrada for muito alta, esquece; moramos, mas a festa será de um ano de casado! A noite de núpcias, os dois fazem questão, mas e a viagem? O que temos em fartura, no que concerne o amor e a vontade de ficar juntos para o resto da vida, falta-nos financeiramente. Tenho fé e isso move-me sempre mais para adiante! Enquanto futuro pai de família, preciso fazer cálculos, muitos cálculos, pois é retirando um pouco aqui, acrescentando um pouco ali, segurando a onda e projetando os futuros investimentos, é que um bebê poderá vir com segurança para um mundo cada vez mais caótico. Escrevo sem parar e sem parágrafo, pois é assim que me sinto ultimamente, sem parágrafos! Sem pausas! A responsabilidade é grande e tenho consciência disso. Começamos a vida juntos agora, e não quero me dar ao luxo de errar logo no aqui, no início. Já dizia a minha avó, iletrada, mas sabia por natureza: "Tudo o que começa dando errado, provavelmente caminha errado até o final"! Sempre segui os conselhos dos mais velhos, quando estes fazem sentido e são envoltos numa atmosfera de boa fé. Sem pausas grandes, sem interrupções, assim é o tempo, assim é a vida até uma determinada idade. Após alguns anos as pausas aumentam, as vírgulas transformam-se em ponto-e-vírgula, as frases tornam-se mais curtas e os parágrafos mais numerosos. Até lá quero viver bem com minha futura esposa, e dar o melhor para nossos filhos. Quem sabe eu dê um baú de experiências de vida, conselhos sábios de uma vida vivida intensamente; talvez eu dê também os meus melhores erros e acertos. Acho que assim eles poderão sustentar-se sozinhos após o meu ponto final.

6 comentários:

Juscélia disse...

Tudo que começar hoje, o levará a um aprendizado.
E nada melhor que o exagero dos detalhes para nos fazer abraçar a vida com intensidade. Que venha a festa, convidados, padrinhos, viagens, casa e os filhos... Ahhh filhos, esses sim lhe ensinarão o sabor da vida. O sabor em fazer vida. E as histórias pra contar? Não preocupe com final, preocupe em usar as melhores cores e todos os amores para lambuzar este quadro lindo que hoje pede "você, sua noiva e seu filho". O resultado do quadro estará estampado na felicidades que irão estampar no dia a dia, aprendendo...

Toda felicidade do mundo para esta nova família que inicia....

Flávio Nunes. disse...

Olá Juscélia,
Que maravilha de comentário este seu! Muitíssimo obrigado por passar por aqui e deixar toda esta energia positiva, estes conselhos calorosos e esta experiência de vida que, só com o tempo, minha noiva e futura esposa, eu e os filhos, todos juntos..rs.., poderemos viver!
Entendi perfeitamente a sua festa, o sabor em fazer vida e os amores para lambuzar o quadro da minha vida!
Que venham as luzes e os bolos, o diversos aromas e temperos, as cores e as texturas...rs... Fazer vida e estampar felicidade por onde passarmos!
Tenha um ótimo fim de semana!
Um forte abraço,
Flávio Nunes.

Mary Kenchian disse...

Olá Flávio,
Belo texto, essa fase é angustiante mesmo, tantas novidades, e novas responsabilidades o medo e tudo mais.
Mas saiba que no fim tudo da certo, sempre. Esse é meu lema.
Quanto aos filhos é a melhor parte da vida preocupe-se em ama-los e a mima-los sempre sem medo de exagerar, nunca é demais amar.
Tem um poema do Vinicios que diz assim "Filhos melhor não te-los mas se nao te-los como sabe-lo", dá trabalho mas vale a pena .
Tenha um ótimo dia e um maravilhoso final de semana.
Beijos

Flávio Nunes. disse...

Olá Mary,
Também acredito que no fim tudo dá certo..rs.. Temos, minha noiva e eu, tantas coias para ver e o tempo não ajuda muito!
Sobre os filhos, muitíssimo obrigado pelos conselhos e por lembrar-me do mais importante: Amar! Sem medo de exagerar!
Tenha um excelente fim de semana!
Abração,
Flávio Nunes.

Ká Oliveira disse...

Oi Flávio,
Só tenho uma coisa a dizer: sejam você e sua noiva sempre cúmplices um do outro; unidos vocês vão longe e sempre com muita harmonia e amor, lógico!

Adorei o sentimento "sem parágrafos"...hahaha... também sou uma amante da leitura...
bj grande
Karina

Flávio Nunes. disse...

Olá Karina,
Primeiramente gostaria de agradecer profundamente o seu comentário!
Tenho certeza que a cumplicidade é um dos fatores fundamentais para um bom relacionamento!
Quanto ao "sentimento sem parágrafos"..rs.. foi um momento de inspiração..rs.. Tal qual Clarice, e outros autores que não me recordo o nome agora, quando começo a escrever não sei o que vai surgir; e quando surgem as palavras, os parágrafos, etc, nem eu mesmo sabia que sabia de tanta coisa!..rs..
Tenha um ótimo final de semana!
Abração,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...