segunda-feira, 9 de maio de 2011

Família!

Acabo este fim de semana com a sensação de felicidade plena! Faltou pouquíssimo para eu colocar tudo a perder. Bastava apenas uma "firmeza" maior de pensamento e rigidez de atitude para que o amor a mim conferido fosse abafado e soterrado.

Imagine que no último dia seis, minha noiva e eu, fizemos onze meses de noivado, que no dia sete eu faria aniversário (Agora já realizado..rs..) e que ontem comemoraríamos o dia das mães (Já comemorado..rs..)! Quando estamos envoltos numa atmosfera negra e repleta de negatividade, nossas intenções e atos tomam o mesmo direcionamento. Não tem como fugir! Estive cego, surdo, coxo, leproso, faminto, sedento,... e o amor, só o amor, foi capaz de curar-me, de corpo a alma. O amor de minha noiva e o amor dos meus pais, em especial de minha mãe, amoleceu meu coração de pedra. Re-nasci!

Apesar de discutir e brigar com minha noiva, por motivos fúteis, nos separarmos a noite, cada um chorando o possível rompimento do noivado e passar a noite em claro (No meu caso); ela continuou com seu projeto até o último instante. Havia conseguido algo que eu jamais conseguira, trouxe minha mãe até a cidade do Rio de Janeiro, após 29 anos, para que todos juntos pudéssemos comemorar meu aniversário e o dia das mães! Tudo foi uma maravilhosa surpresa!

Não pude acreditar ao ouvir de sua boca, ao telefone, que meus pais estavam se encaminhando para sua casa e lá me aguardariam, para que juntos pudéssemos passar o fim de semana. Ainda estava com o coração amargurado e rancoroso, mas este ato de amor quebrou-o em mil pedaços e diluiu todo o gelo que ao seu redor formou-se. Após esclarecimentos e lágrimas, muitas lágrimas, pude ver algo que antes não via: Quão grande é o amor de minha noiva para comigo! Como eu a amava, e a amo, de maneira tão fortemente desconhecida por mim! Um amor capaz de fazer-me chorar sentidamente a falta que iria me fazer se por um instante eu persistisse dentro da minha finitude de pensamentos, pré-conceitos e falta de diálogo!

Que homem sou, que coisas fiz para merecer tamanha demonstração de amor, após fazer sofrer quem mais me ama? Não obtive resposta. Não se pode negar, o amor vence tudo, só o amor é capaz de diluir o indissolúvel. Após meu coração partido e envolto na bruma da paz e da felicidade, pude viver momentos lindos ao lado do meu tesouro mais precioso; minha família!


Foto: http://meditacaododia.blogspot.com/2011/03/vida-sem-amor.html

7 comentários:

Ká Oliveira disse...

Bom dia querido amigo!!
Começamos a semana muito bem!!!
Deixa te dizer mais um exemplo da pesença do amor verdadeiro e incondicional...
Esse porém, de um lado negativo, mas como estamos falando de amor, sempre o transformando em positivo... seu caso..rsrs

Você sabia que incoscientemente, miramos, atingimos com aquela deliciosa e certeira "patada" os que mais amamos? Você sabia que o fazemos, por eles aguentarem firmemente e revidarem com o maior afeto possível? Você sabia que somos os únicos e exclusivos responsáveis por oferecer a luva de pelica e a face ao mesmo tempo? HAHAHAHAHAHA!!! Eu dou altas gargalhadas quando volto à consciência...
O melhor de suas tempestades emocionais... saber falar sobre e ter um possível "self brainstorm". Isso se chama fortaleza.. não sei se teria coragem de colocar tão claramente a transparência das minhas emoções...
Parabéns por isso amigo!
Seja Feliz... ah! sempre.. hahahaha
Beijim

* Verinha * disse...

Feliz em saber que está de volta Flávio!.. Na vida sempre será necessário os momentos obscuros para que possamos valorizar a chegada do arco-íris!.. Que bom saber que agora tudo esteja bem contigo!

Beijocas super em seu coração..
Verinha

Flávio Nunes. disse...

Bom dia Ká,
Pois é, para todas as suas perguntas eu respondo "Sim"..rs.. Sempre soube que é bem mais fácil magoar quem mais amamos, simplesmente por saber como poucos os seus limites, falhas, pontos fortes e fracos! Quando possuímos sentimentos egoístas e mesquinhos, quando estamos limitados dentro de nossas emoções e não vemos além da "dor" que sentimos; articulamos palavras e ações, muitas vezes inconscientemente, para "dar o troco" e "ferir" quem mais nos ama! Que belo papelão fazemos.
É com angústia e dor no coração que ponho-me a pensar em todas as pessoas que possuem seus corações partidos e que sofrem por este motivo! Não quero fazer sofrer quem eu amo, pelo simples motivo que não quero que ela me faça sofrer também! Quem doa amor, recebe amor!
Tenha uma maravilhosa semana minha amiga!
Abração,
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Verinha,
Lembrei-me uma passagem bíblica que diz: "Mesmo que passe pelo vale das sombras, não temerei mal algum..."! Mesmo passando pelo desespero que é o sentimento da perda do amor, só uma outra dose desse amor, só que em maior proporção pôde trazer-me de volta e tirar o véu dos meus olhos! Certamente, neste fim de semana dei um grande passo! Tudo é muito superficial se colocado lado a lado com o amor autêntico e sem medidas!
Tenha uma semana maravilhosa minha amiga!
Abração,
Flávio Nunes.

* Verinha * disse...

Olá Flávio!
passando para deixar um beijo em seu coração e avisar que tem um presentinho lá no meu cantinho para você [:)]

Verinha

Mary Kenchian disse...

Querido Flávio,

Que texto lindo, o que mais me encantou é a humildade com que voce se coloca, isso sim é amor, e a sua noiva que pessoa maravilhosa, ela te ama, e voce saiba cultivar esse amor, regar diariamente, cuidar e proteger dos problemas do dia a dia que certamente virão, mas como pude perceber ela é uma pessoa muito sábia e saberá juntamente com voce superar todos eles só porque ela te ama.
Numa relaçao onde tem amor não cabe o orgulho , se em algum momento ele estiver acima do amor é porque o amor acabou.
Sejam felizes hoje e sempre, um ótimo dia pra ti meu amigo

Flávio Nunes. disse...

Olá Verinha,
Presente recebido e já anexado aqui no blog!
Tenha um ótimo final de semana minha amiga!
Abração,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...