terça-feira, 31 de maio de 2011

Que sentido tem?

É impressão minha ou ultimamente as coisas estão andando muito rapidamente?

Mal tenho tempo para acordar, logo vem o café da manhã, que muitas vezes é uma xícara de chá ou achocolatado; depois disso tem o caminho para o trabalho, que leva cerca de uma hora e eu aproveito para ler um pouco; em seguida o trabalho, trabalho, trabalho e almoço. Após o almoço, mais trabalho, trabalho, trabalho e lá pelas 19:00h retorno para casa. por causa dos engarrafamentos diários, costumo chegar em casa entre 20:30h e 21:30h; se tem acidente, esse horário pode se entender até o limite máximo de 00:30h (Um record pessoal e que muito me trouxe desgosto)! Após isso, há banho, "jantar", visualização de algumas notícias do dia na net e a resposta aos e-mails e mensagens. Vou dormir e na manhã seguinte começa tudo novamente.

Já fiz esta pergunta inúmeras vezes: Que sentido tem nisso? Hoje tenho a resposta, é pessoal e intransponível. Achei o meu lugar no mundo e estou batalhando para agir da melhor maneira possível, entretanto há tantas pessoas ainda que se fazem esta mesma pergunta diariamente, dia após dia, uma vida toda se passa e elas não conseguem encontrar a resposta. Podem ser pessoas felizes, mas em parte; alegres, mas em parte; terem paz, mas em parte; serem realizadas, mas em parte. Sempre haverá a sensação de faltar alguma coisa! Sempre haverá uma sensação de "podia ter sido diferente", e ainda, "onde foi que eu errei"!

Pessoas realizadas e que sabem muito bem onde pisam e onde desejam chegar, ao ler este texto não se identificarão com nada, até acharão chato e de péssimo grado. Isso dever-se-á em função de sua natureza e alma estar já repleta daquilo que as fazem ser completamente felizes, alegres, satisfeitas e em paz. Entretanto, para a maioria da população, responder esta pergunta, de cunho pessoal e social, pode levar toda uma vida e ainda sim, jamais existir.

Queridos amigos e leitores, pensem: O que faz sentido em minha vida? O que me traz alegria, felicidade, satisfação pessoal e paz de espírito? Para que nasci? Para que vou morrer? Que causas defendi em minha vida que valeram a pena? O que posso fazer para mudar o mundo e torná-lo melhor para se viver? Sou egoista? Sou mesquinho? Sou hipócrita? Sou ganancioso? Sou antipático? Qual o mal que causo ao mundo e a mim mesmo? Se sou bom, no que minha bondade influencia o mundo, e mais estreitamente, o mundo ao meu redor? O que é ser bom e o que é ser mal? Tenho sede de que no mundo?

Estas e tantas outras perguntas podem levarmos a um entendimento mais profundo de nós mesmos e do mundo ao nosso redor e fazer com que a pergunta inicial seja respondida: Que sentido tem nisso? Uma das saídas é bem simples: Sorria sempre. Outra dica é: Viva bem o momento presente! Outra dica ainda é: Exercite o amor recíproco (Uma síntese de: "Faça aos outros o que gostaria que fosse feito a você"). Outra: Não pague o mal com mais mal, seja benevolente! E ainda: Se algo não lhe agrada, respire fundo conte até 10 e escolha o silêncio, a fuga ou três palavras: Eu te amo! Mais uma dica: Agradeça sempre a Deus por tudo, tanto pelas coisas boas quanto pelas ruins; lembre-se que tudo tem uma razão de ser e existir. Mais uma dica: Arrume tempo para fazer o que mais ama na vida (No meu caso, o caminho para o trabalho e para casa no fim do dia são minhas principais fontes para exercitar a leitura e a escrita). Por fim, mas não última dica: Arrume tempo para Deus em sua vida (Nem que seja uma simples oração diária)! Neste caso, existem aqueles que professam outras religiões, os ateus e agnósticos. Em qualquer um dos casos, seja feliz e faça sempre o bem segundo suas convicções e práticas de bondade!

Tenham todos um ótimo dia!

Abração,

Flávio Nunes.



Foto: http://acutivapuacu.blogspot.com/2010/12/o-que-deixar-para-tras-blogagem.html

8 comentários:

Ká Oliveira disse...

Oi querido amigo!
Seu texto está mais para um desabafo que uma reflexão.. lendo suas palavras, algumas poderiam sim sair da minha boca, me fizeram até suspirar de alívio..
Com tantas dicas.. tenho um alvo al final de todas elas.. Ser Feliz! A resposta para muitas lágrimas, risos, decepções, arrependimentos, enfim..
O objetivo ser feliz, antigamente, nos faria passar por cima de qualquer coisa e qualquer um... hoje eu convido os que estão em meu caminho e dou risada das coisas que tentam não deixar chegar em meu objetivo.
Acho que já falei isso pra ti... o bom desses questionamentos quanto a sentimentos, é que ainda os sentimos, pois o dia que explicarmos um sentimento, esse já era de dentro de nós...
Adoro dar detalhes às minhas impaciências..hahahahaha
Grande beijo

Jaque disse...

Olá, Flavio, tenho acompanhado seus posts, ainda que não consiga deixar comentários. Acho muito legal a sua iniciativa. Acho que a verdadeira arte de viver consiste realmente nisto: atribuir sentido a cada coisa, que nada passe em vão, como bem nos ensinou alguém tão importante em nossa vida, não é mesmo?! Abração!

* Verinha * disse...

Realmente às vezes nos pegamos a questionar sobre vários aspectos da vida.. e que bom que fazemos isso.. pois é assim que vamos caminhando, em procura de respostas e descobrindo a vida. Porque por mais que caminhemos sempre haverá algo a ser desvendado.. vivido.. e saboreado!.. e isso, nada mais é que o encanto de estarmos vivos!

Beijocas super em seu coração Flávio!!!

Verinha

Flávio Nunes. disse...

Olá Ká,
Que bom que minhas palavras trouxeram-lhe alívio! Isso é muito bom... ao menos para mim, saber disso, é muito bom!
Concordo plenamente no que condiz ao "alvo" por ti estabelecido; Ser Feliz! Eis o motivo pelo qual cada ser humano nasceu: Através de nossos atos de bondade, compaixão, empatia, amor,... tendemos à Felicidade!
Continue detalhando os seus sentimentos e impaciências..rs.. isso faz um bem danado! É minha melhor "terapia"!
Tenha um ótimo dia minha amiga!
Abração,
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Jaque,
Que bom saber que o "metafísico" tornou-se "físico", que o silêncio fez-se audível!
Deixa-me muito feliz saber que vem acompanhando minhas postagens, mesmo que não as comente!..rs..
Obrigado pelo comentários e pelas palavras tão carinhosas!
O que há de melhor na vida senão darmos sentido a ela? Uma vida sem sentido não é digna de ser vivida, já dizia um filósofo da antiguidade! Nossa felicidade consiste também nisso, darmos sentido a cada detalhe, a cada ato, a cada sentimento,...
Tenha um dia maravilhoso!
Abração,
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Verinha,
Sou um grande questionador! Dizem que a ciência caminha através disso; questionamentos! Assim vamos vivendo... como bem disse!
Gosto do termo "encantos da vida"!..rs.. Acho que isso exprime muito bem o "bom viver"! Encantar-se com a vida é fazer dela uma obra de arte!
Tenha um dia maravilhoso minha amiga!
Abração,
Flávio Nunes.

Mary Kenchian disse...

Flavio,

Gostei do seu texto e do comentário da Verinha, me lembrou um livro "O dia do coringa" onde ele fala que não podemos perder o encantemento que as crianças tem a cada descoberta, as reações de surpresa a cada aprendizado, e é isso, devemos ser como criaças , questionando e se admirando com cada resposta que a vida nos fornece.
Na minha percepçao, o sentido da vida é ser útil a alguem e saber que minhas ações contribuem para o beneficio do próximo.
E mais que tudo saber que sou uma pessoa privilegiada em estar viva e ser abençoada a cada dia que acordo, respiro e vivo.
Viver é uma dádiva !!!

Beijos

Mary

Flávio Nunes. disse...

Olá Mary,
Ainda não li "O Dia do Coringa", de Jostein Gaarder certo? O mesmo autor de "O Mundo de Sofia".
Agora com o seu comentário, fiquei muito interessado e vou lê-lo com certeza!
Faço de minhas as suas palavras: "Viver é uma dádiva"! Ser útil e fazer com que nossas ações possam beneficiar o próximo é um dom intransponível e maravilhoso!
Tenha uma excelente semana minha amiga!
Abração,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...