quinta-feira, 30 de junho de 2011

Ser Professor - Adozinda Kuhlmann!

Olá Pessoal,

Esse vídeo dispensa comentários... é pura emoção!!!!!!! Vale a pena assistir do início ao fim!!!!!!!

Abração,

Flávio Nunes.


Das Rad (Anima Mundi 3)!

Veja e reflita... nem precisa entender o que eles estão falando!!! Curta metragem interessante... precisa prestar atenção nos detalhes!!!!

Obrigado pelo Carinho e Amizade!

Hoje é o dia de "rasgar ceda" com os amigos e agradecer pelo carinho de sempre!

Assim como fiz na mensagem anterior com uma amiga de longa data, reporto-me a uma amiga de média data..rs.. e posto aqui a foto que me enviou e que tanto me trouxe felicidade! Carinho gratuito de sua parte e de sua família, que faz meu peito pulsar ao ritmo de um coração que só sabe bater no compasso das emoções verdadeiras.

Dias após ter ganhado o brinde do mês de Fevereiro deste ano, pelo comentário feito numa de minhas postagens, a minha amiga virtual Ká Oliveira me enviou esta foto por e-mail! Mesmo sem nunca ter lhe conhecido pessoalmente, pelas nossas trocas de "leituras", por assim dizer, sei que a Ká é uma esposa e uma mãe dedicada. Uma pessoa esforçada e cheia de carisma! Transborda sorrisos e felicidade!

Valeu Ká!

Para quem desejar conhecer seus escritos, conheça seu Blog: http://artesdekarina.blogspot.com/ ! Vale a pena!

Amizade!

Hoje vi a mensagem de uma amiga onde ela dizia sobre o amor que sente por si mesma e sobre o ato de olhar para as flores que existe em seu coração e sua alma. Disse que estava feliz! Isso me deixou muito, muito feliz também! Senti um tipo de felicidade emotiva, um tipo de felicidade que traz um raso d'água aos olhos, um tipo de felicidade que faz o coração pulsar mais forte, um tipo de felicidade que damos graças a Deus o fato de ter encontrado um amigo no mundo. 

Como eu disse lá, repito aqui: Grande amiga... Grande pessoa... Possuidora de uma mente privilegiada e um coração maravilhoso, como pouquíssimas que eu já conheci neste mundo!!!!! 





Fotos: http://kathleenprado.blogspot.com/2010/05/puca.html e http://gibitecacom.blogspot.com/2009/08/plano-de-aula-usando-quadrinhos-do.html

O Vendedor de Idéias - #1

O Vendedor de Idéias - Apresentação!






Capítulo 1


Como em todas as manhãs, naquele Domingo o Sr. F levantou-se bem cedo, beijou sua esposa no rosto, preparou e tomou seu café com bolachas, deixou uma xícara de chá sobre a mesa da cozinha, se trocou e saiu para sua caminhada "Quinze x2"! É assim que chama sua caminhada matinal de meia hora, onde na primeira metade do tempo ele impõe o ritmo e na segunda metade ele tenta mantê-lo. Dessa maneira consegue perceber se está fazendo progresso ou não. Sabe que sua época de atleta já passou, mas "não custa nada cuidar da saúde de maneira divertida e com certa motivação", como costuma dizer.

Após trinta e dois minutos o Sr. F aparece no portão da Vila dos Patos esbaforido e trazendo seu pullover de linho numa das mãos. Perdera dois minutos, mas conseguiu chegar até a quitanda do Seu Agenor, que lhe presenteou com uma maçã argentina suculenta. Tinha superado um record antigo e isso lhe trouxe um leve sorriso aos lábios. "Tenho que contar isso ao meu cardiologista", pensou.

Ao entrar na Vila dos Patos não pôde deixar de notar uma silhueta estranha próximo à amoreira. De longe observou uma caixa toda preta. Aproximou-se lentamente e quando estava perto o bastante leu o seguinte: "Explorador da Natureza em Ação - Mantenha distância"!

O Sr. F não pôde conter a curiosidade e ignorando completamente os dizeres foi chegando cada vez mais perto, sorrateiramente.

Ao chegar bem perto da caixa viu que do outro lado saia um graveto comprido, cuja ponta possuia um fio de naylon, no fim do fio um pequeno laço e em frente ao laço um pequenino lagarto. "Meu Deus, tem alguém ai dentro querendo pescar um calango", pensou o velho.

Sem que pudesse fazer alguma coisa, completamente atento àquela situação, viu o fio passar ao redor do pescoço do animal, pela sua velocidade o lagarto foi fisgado pela cintura e, com ele preso, um grito de satisfação veio de dentro da caixa. Toda aquela situação fez o coração do Sr. F disparar.


- Consegui, consegui,... Aos gritos, pulou de dentro da caixa um garotinho trajando camisa preta, bermuda jeans, botina de borracha e chapéu camuflado, todos bem surrados e encardidos. Tinha preso às costas uma mochila abarrotada.

- O senhor viu! Viu como eu o peguei? Foi muito fácil dessa vez! Menos de vinte minutos. E olha que esta foi a primeira tentativa! Dizia o garoto sem respirar, enquanto o homem observava a cena ainda atônito.

- O senhor sabia que estes animais são de floresta? No nosso caso é a Mata Atlântica. O senhor sabia que na Mata Atlântica tem tatu, gambá, a lebre da história da tartaruga, tamanduá, a família da "cuca" do Sítio do Pica-pau Amarelo, onça, muitos insetos, sapos e, adivinha, "largatos"!

- É mesmo? Disse o velho, recuperando o fôlego pelos dois, no que o jovem assentiu com a cabeça.

- Estou pegando esse aqui e vou soltá-lo no parque da cidade! Lá tem uma área grande de mato e acho que esse "largato" vai ser mais feliz lá! Acho que eles devem parar aqui por causa dos insetos! Sabia que eles comem insetos? É nojento, mas eles gostam. Experimentei um mosquito uma vez e tinha gosto de sangue! Você já experimentou algo estranho? Ao terminar de falar isso, apontou o lagarto na direção do velho homem.

- Já, mas não um lagarto! Disse o velho já começando a achar graça do jovenzinho.

- O que o senhor ja comeu de estranho?

- Outra hora eu te conto!

- Promete?

- Prometo! Naquele momento o Sr. F assinou o primeiro compromisso com o recém chegado morador da Vila dos Patos.

- Agora deixe-me ir. Preciso tomar banho e ver o que minha esposa está precisando!

- Tá legal! Mas antes o senhor pode tirar uma foto minha com o Rodolfo!

- Rodolfo?

- Isso mesmo! Dei esse nome pra ele agora. Ele tem cara de Rodolfo!



Colocou a mochila no chão, abriu-a e retirou um par de luvas, uma régua, um lápis, um caderno de anotações e a câmera fotográfica. Calçou as luvas e tirou o "Rodolfo" do laço de naylon, que o prendia pela cintura.

O velho observava aquela cena com atenção e ficou impressionado com tudo que estava acontecendo e com o tamanho dos conhecimentos daquele jovem. O garoto manejava o réptil com extrema destreza, apesar das luvas estarem sobrando entre os dedos. Parecia que ele havia feito aquilo muitas vezes.

- Pronto, agora ele esta mais a vontade. Toma a máquina. Aproximando o lagarto do rosto, pediu para o velho fotografar. Virou o "Rodolfo" mais umas três vezes e pediu novas fotos. Após a sessão fotográfica o velho devolveu a maquina para o garoto e preparou-se para chegar em casa.

- Antes d'eu ir embora me diga, onde aprendeu isso tudo?

- No canal da Natureza é lógico!

- É lógico! Disse o velho com certa decepção. "Ele está muito novo para aprender isso nos livros", pensou o velho.

- O senhor é muito legal! Gostei de conversar com você! O senhor pode ser um "Explorador da Natureza" também se quiser.

- Acho que já estou um pouco velho demais para isso!

- Que nada, o senhor está muito novo ainda! Quando eu ficar adulto quero ser cientista e professor! E quando eu ficar velho como o senhor, quero ajudar crianças como o senhor está fazendo comigo!

- Que ótimo garoto! Agora preciso ir.

- Qual o seu nome?

- Pode me chamar de Sr. F.

- Bom dia Sr. F! Meu nome é Issac! É um prazer conhecê-lo!

- Digo o mesmo garoto! Tenha um bom dia.

Antes de entrar em casa viu que o garoto tirou um pote branco da mochila e dentro dele colocou o pequeno réptil.

- Querida, cheguei! Entrou em casa e foi direto para a cozinha tomar um copo de água. Ao olhar para a mesa viu que suas bolachas estavam dentro de um saco plástico.

- Querida, onde está o pote das bolachas?

- Meu velho, agora a pouco bateu na porta um jovenzinho pedindo um pote e eu entreguei para ele o seu pote branco das bolachas, afinal ele já estava velho mesmo! Não resisti os olhos amendoados daquele pequenino. Por falar nisso, os olhos dele se parecem muito com os seus.



O Sr. F respirou fundo e foi tomar seu banho.

terça-feira, 28 de junho de 2011

A Força de um Beijo!

Vejam:




Os moradores da cidade de Shenzhen, na China, viram um ato heróico e muito bonito no último dia 20. A chinesa Liu Wenxiu, de 19 anos, conseguiu salvar um menino de 16 anos, que queria se jogar de uma passarela, com um beijo na boca. Liu estava passando pelo local quando se deparou com o drama do adolescente, que estava pendurado na passarela com uma faca na mão. Ela conseguiu se aproximar dizendo à polícia que era namorada dele e a razão pela qual ele queria se matar.

De acordo com a imprensa local, o menino perdeu a mãe quando criança e a madrasta não o tratava bem. Além disso, a mulher havia fugido com todo o dinheiro do pai, deixando os dois em uma situação complicada. Liu começou a conversar com o menino e mostrou a ele as cicatrizes de sua tentativa de suicídio. “A única maneira de salvar o garoto era com o amor”, disse.

Durante a conversa, a chinesa beijou o menino e a polícia se aproximou para fazer o resgate. Após o episódio, o menino foi levado para a delegacia e só explicou o ocorrido na presença da falsa namorada.

O Melhor Lugar!

Vi uma reportagem a algum tempo que narrava a "saga" dos profissionais do Século XXI. Dizia que hoje em dia ha muitos profissionais insatisfeitos com a profissão, o que gera uma rotatividade demasiado elevada nas empresas. O motivo da insatisfação ora está relacionado a salários baixos, ora à carga horária elevada, ora à competições internas com colegas de profissão, passando por rivalidades e chegando ao assédio moral vindo dos patrões.

Os profissionais precisam e devem lutar pelos seus direitos, mas nunca podem perder a caridade. O mundo está, mais do que nunca, sedento de carinho, atenção e amor. Precisamos de profissionais que se compadeçam e se envolvam, que ouçam seus clientes, que toquem fundo em seus corações e, se o momento ocorrer, que possam se abraçar e chorar juntos.

Tão importante quanto praticar a medicina, o direito, a engenharia, a psicanálise, a literatura, etc; é praticar a bondade, a empatia, a compassividade, o perdão, o respeito, a lealdade, a honestidade, a cumplicidade, o amor recíproco, etc. Dessa maneira, o melhor lugar será aquele onde estivermos.

Sino!


De repente, o susto! Um som comum, num lugar incomum. Era exatamente 12:00h e eu seguia em direção a uma das avenidas mais movimentadas do centro da cidade do Rio de Janeiro quando aquele som rompeu todo o barulho do trânsito e dos passantes. Tudo tornou-se secundário, transformei-me em mero coadjunvante diante da onipresença daquele que reclamava seu lugar num ambiente onde fora esquecido, onde não mais sente-se à vontade.

Badalada após badalada eu presenciei a força e a indiguinação daquele que agora é tratado como "o que perturba e incomoda". Tornou-se velho e obsoleto para a maioria. Muitas pessoas, muitos carros, muitas buzinas, muitos pensamentos, palavras, reclamações e doze sons metálicos ressoantes.

Lá para a oitava badalada eu não queria que ele parasse, queria sim que continuasse por mais doze e outros doze momentos de pura transcendencia. Mas chegou a nona, a décima, a décima primeira e por fim a última badalada. Depois disso o barulho voltou, dilacerando meus tímpanos levou para longe o momento onde pude contemplar o som do velho sino.

domingo, 26 de junho de 2011

O Vendedor de Idéias - Apresentação!

Ao longo da vida as pessoas vão acumulando manias, umas boas e outras nem tanto. Alguns tornam-se chatos e ranzinzas, outros apenas potencializam estas características. O fato é que existem pessoas que apesar de sua ranzinzisse, tem um humor muito peculiar, uma alma compassiva e uma capacidade intelectual, digamos, diferente. É o caso do Sr. Friedrich Strabürsch da Silva Santos, também conhecido por "Sr. F cheio de Ss" pelos meninos da Vila dos Patos.


Filho de um brasileiro, mulato de origem nordestina, e uma alemã de alma verde-amarela, o Sr. F, como é conhecido comumente, herdou as melhores qualidades dos pais, o que soube usufruir muito bem ao longo da vida. Brasileiro de nascimento, de corpo e de alma, não tem sangue azul correndo em suas veias e nem um berço de ouro, no entanto, com muito esforço venceu as intempéries do caminho. Dedicou-se com afinco a tudo que lhe trazia paz e felicidade, deixando as partes mais chatas do dia para ganhar dinheiro. 


Foi na universidade que descobriu o prazer da leitura. Após mergulhar fundo na vastidão dos livros, viu-se possuidor de um poder sem igual. Bebeu e banhou-se na fonte do conhecimento, conquistou a sabedoria com certa dificuldade, pois esta não restringi-se a flertes sem conteúdo, nem deixa-se enganar por meia duzia de palavras bonitas e bem pronunciadas. A sabedoria exige um coração puro, compromisso e responsabilidade. Não se pode negar, o Sr. F chegou lá, entretanto ele mesmo não se deu conta disso, nem precisa.


Por estas e tantas outras características, o Sr. F virou um tipo "sabe tudo", sua fama se espalhou e hoje tem uma profissão muito peculiar, ele é conhecido como "O Vendedor de Idéias"! Suas principais ferramentas de trabalho são o intelecto e sua percepção apurada. Desenvolveu uma capacidade enorme de fazer associações e dissociações, análises, poder de síntese e, por ser uma pessoa detalhista, o esmero e a qualidade sempre foram seus companheiros. 

Além de tudo isso o Sr. F tem uma característica só dele e é isso que o torna singular e tão bem sucedido. Esta característica ele descobriu, sabe muito bem qual é e como lidar com ela. Ele diz que é o seu "segredo". Muitas foram as tentativas para desvendarem os segredos do homem moreno, alto, de cabelos grisalhos e de olhos verdes. Ele sempre dizia que no dia em que encontrasse uma pessoa que ele considerasse digna, lhe contaria tal segredo. Os anos foram passando e nenhuma pessoa apareceu. Existiam rumores que sua esposa e filhos soubessem o tal "segredo", mas estes nunca falavam sobre o assunto, quando questionados sobre ele sempre davam a mesma resposta: "Sei tanto quanto você sabe"! 

A vida do Sr. F. começou a mudar no dia em que os vizinhos colocaram a casa à venda e os novos donos chegaram, após um mês do anúncio no jornal local. A Vila dos Patos jamais foi a mesma desde que o Sr. F e o pequeno Issac se conheceram.


Leiam também:
O Vendedor de Idéias - #1 (Capítulo 1) ;
O Vendedor de Idéias - #2 (Capítulo 2) ;

terça-feira, 21 de junho de 2011

Retomando as Atividades!

Olá Pessoal,

Cheguei de Lua de Mel, descansei e agora volto ao meu lugar no universo virtual!

Antes de tudo gostaria de agradecer a todos que entraram no Blog e comentaram algumas postagens! Como puderam ver, eu publiquei os comentários, entretanto os respondi apenas hoje. É bom saber que mesmo na minha ausência o Blog continua "vivo"! Ouvi, ou li certa vez, não me lembro bem, que a palavra quando escrita é eternizada! Quando dita, a palavra pode ir com o vento, entretanto quando ela é registrada, se eterniza!

Retorno com forças renovadas e cheio de experiências para contar! Não é por menos quando digo: Meu casamento daria um livro! Aconteceram tantas coisas, num intervalo tão curto de tempo que fiquei me perguntando: Será que isso só acontece comigo? Parece até enredo de filme, parece até roteiro de teatro, parece até o original de um livro!..rs.. Nas próximas postagens, tentarei sintetizar os últimos dias da minha vida de solteiro; mais precisamente a última semana! É claro que num momento ou outro haverá algumas doses de ficção!

Então é isso pessoal! Estou de volta..rs..

Abração,

Flávio Nunes.


Fonte: Jamie Beck.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Vésperas do Casamento!

Queridos Amigos,

Sei que nas últimas semanas não tenho postado aqui no Blog. Como alguns sabem, estou às vésperas do meu casamento e os "pequenos detalhes" tem "consumido" todo meu tempo livre!

Infelizmente, este mês, não farei farei o sorteio do brinde para a postagem mais lida e comentada, entretanto no próximo mês, acredito eu, conseguirei realizá-lo!

Só para constar, no mês de Junho tive mais de 3.000 visualizações, o que é para mim uma marca muito boa!

Não sei quando retornarei, mas pretendo, quando possível, realizar as postagens diretamente do meu celular.

Abração a todos e saibam que não me esqueci dos amigos daqui!

Flávio Nunes.



Foto: http://www.leandrobracaroto.com/leandroecintia/blog/?p=429

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...