terça-feira, 26 de julho de 2011

Escrever e suas alternativas!

Escrever, escrever, escrever,... eis o que o escritor melhor sabe fazer na vida! Através de suas letras, desnuda parte de sua alma e a eterniza num pedaço de papel. Todos nascemos escritores, mas poucos realmente amam pegar uma caneta ou um lápis, ou sentar horas a fio em frente ao computador e dali só sair quando estiver esgotado parte daquilo que em sua mente e coração estão cheios. 

Disseram-me certa vez que "escrever é um ato de muita coragem. Colocar no papel os sentimentos mais profundos e não sentir vergonha disso é ousado e digno de admiração"! Não entendi direito. Acho que escrever é algo tão fluido que torna-se uma extensão natural da minha vida e maneira de ser. Preciso de coragem para enfrentar uma fera ou transpor um rio bravio; sinto vergonha do pecado e quando algo deixa-me rubro; e admiração sinto de todos aqueles que são felizes e realizados em suas vidas! Escrever, ahhh... escrever é natural!

É uma grande satisfação suscitar emoções no leitor e fazê-lo rir, chorar, angustiar-se, sentir paz,... Por exemplo, se escrevo: 

"Ninguém jamais poderia imaginar que ele seria capaz de tamanha brutalidade... 

Opção 1) ...Arrancou os dedos da menina com apenas um corte e depois lançou-os no mar! Seu coração era frio como uma rocha e nem ao menos uma gota de suor escorreu por sua face. Seus olhos brilhavam! Limpou o sangue acumulado na navalha na toalha do banheiro, lavou bem as mãos e saiu da casa. Após tomar mais um trago de cachaça no bar, ligou para o hospital"!;

Opção 2) ...Com apenas um movimento de mãos esmagou completamente o bolinho de chocolate! Gostava mesmo era de comer a massa amassada. Sua mãe nunca entendeu, seu pai reforçava o desejo da criança, mas o que importava mesmo era que o jovem tinha sempre que esmagar os bolinhos de chocolate antes de comê-los. Dizia que assim era mais gostoso! Mal sabia ele que sua avó fazia o mesmo quando era criança"!

Opção 3) ...Um ataque de ciúmes, isso mesmo, ciúmes! Ela não queria mais nada com ele, e ele por sua vez rasgou suas cartas e fotos, as jogou no vaso sanitário e deu descarga. Que atitude insana e impensada. Todo aquele material formou um bolo só e entupiu a passagem de água. Pois é, já podem imaginar o que aconteceu; tudo transbordou! Pior foi ter que explicar para sua mãe o que tinha acontecido. 'Idiota, idiota', não parava de falar para si mesmo"!


E assim segue inúmeros finais e emoções..rs.. Eis o encanto daquele que escreve e daquele que lê!

Abração,

Flávio Nunes.


6 comentários:

Ká Oliveira disse...

Oi querido amigo escritor...
Fascinante como algumas palavras juntas podem fazer mágica, não é?
Incrível como o escritor pode fazer uma sopa de sentimentos, temperadas com muita emoção e lógico uma pitada de inspiração...
Simplesmente maravilhoso!
Grande abraço anjo!

Flávio Nunes. disse...

Olá Ká,
Tive este momento de inspiração hoje cedo..rs.. É claro, temperado com sentimentos e emoções..rs..
Adoro receber seus comentários! Obrigado pela presença constante e sua grande amizade!
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Mary Kenchian disse...

Flavio,

Que fatastico !!
Segue a reaçao da leitora.
Opcao 1 senti medo e nojo.
Opcao 2 dei muita risada.
Opcao 3 uma tristeza pelo fim de um relacionmento e com nossas reações insanas nesses momentos.
PARABENS !!! E obrigada por esse belo texto.
Beijos

Mary

Jessica Sousa disse...

Olá Flávio!

Adorei seu texto! A ler as alternativas para a continuação da frase tive reações engraçadas e até tive várias ideias para continuar a frase e até mesmo os parágrafos escritos.

Gosto de ler coisas com as quais me identifico. Coisas que fazem parte do meu dia-a-dia, da minha realidade...

Nós que escrevemos temos a responsabilidade de levar o leitor à uma viagem, temos que fazê-lo imaginar e refletir... E isso é o mais encantador da arte de ser escritor... Fazer a diferença na vida de alguém.

Acho que por enquanto é só!

Abração.

Flávio Nunes. disse...

Olá Mary,
Que maravilha receber o seu comentário e saber das sensações/emoções que teve ao ler os três desfechos!
É sinal que consegui atingir o meu objetivo!..rs..
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Jessica,

Antes de tudo, o meu muito obrigado por visitar o Blog e fazer este comentário!

Fico feliz em saber que o texto suscitou em você reações engraçadas e estimulou seu pensamento/criatividade!

É gratificante saber que alguém se identifica com o que escrevemos e quando esta pessoa é uma amiga das letras, isso eleva-se a um valor incalculável.

Tento, sempre que possível, portar emoções diversas a todos que em meus textos tem contato! Concordo contigo quando diz que temos uma responsabilidade e tanto para com os leitores! (Nota pessoal: Nessas horas sempre lembro-me da Raposa - "O Pequeno Príncipe").

Abração minha amiga das letras,

Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...