sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Estética e Conteúdo!

Nunca esteve tão em voga a preocupação com a estética! A cada ano, mais e mais academias são abertas nos quatro cantos do mundo. Em tamanha proporção surgem clínicas de estética, salões de beleza e spas. A cada mês surgem novos produtos de embelezamento, cremes para todos os tipos de pele, xampus para todos os tipos de cabelos, condicionadores, batons, perfumes, desodorantes, cremes de barbear, esfoliantes, maquiagens em geral, etc, etc, etc. Não sou contra o bem-estar físico e emocional das pessoas, muito menos sou a favor do descaso com o próprio corpo. Acredito que devemos cultivar bem os nossos corpos, afinal eles são o Templo do Espírito Santo. É nosso dever trabalharmos igualmente o que há dentro e fora de nós.
Existe uma ordem inversa entre a valorização do conteúdo e o seu recipiente? As embalagens estão cada vez mais belas e os conteúdos cada vez menores e de baixa qualidade. Vemos produtos de alta tecnologia surgirem à cada dia, mas basta uma pequena queda acidental, uma única queda, e podemos jogar mil, dois mil, três mil reais no lixo, em questão de segundos. Nos tornamos uma sociedade de descartáveis. Estamos cada vez mais perecíveis, rasos e vulneráveis.
O ser humano tem uma capacidade gigantesca de preocupar-se com sua imagem. Boas imagens, para muitos é sinal de qualidade. Eu não acho que isso seja uma verdade! Conheço empresas que contrataram as mulheres mais belas, os homens mais elegantes e vieram à falência por desavenças internas. Já vi, no entanto, pessoas simples, de vestes humildes e uma aparência simplória, serem mestres no quesito bem-viver e conviver!
Angustia-me os olhares tortos das pessoas quando me vêem chegando de calça jeans, camisa estilo polo e sandálias num restaurante, padaria, shopping, aeroporto, etc. Será que é pecado mortal não usar roupas de marca? Será que ninguém vê através da embalagem? Quão difícil está se tornando chegar ao coração das pessoas e compreendê-las da maneira que são? 
Não sou um alienado, sei dos meus limites, mas não preocupo-me exageradamente com a estética. Hoje em dia é quase uma ordem a mulher ser a mais bela, ou seja, a mais magra ou de corpo escultural, a com cabelos mais lisos, a com olhos mais sedutores, etc. Isso vale para o homem também, ou seja, tem que ter o corpo mais musculoso, barriga "tanquinho", pernas torneadas, um sorriso sedutor, cabelos lisos, barba sempre bem-feira, usar roupas elegantes e que valorizem o corpo, ser sempre carinhoso, simpático e se tiver muita grana, vira o príncipe encantado. Permanecer assim por mais tempo possível virou regra! Mas até agora não vi conteúdo algum nessas palavras. Você viu?
Acho que os seres humanos deveriam preocupar-se mais em serem compassivos, humildes, simpáticos, verdadeiros, cúmplices, honestos, éticos, amorosos, etc. Esse é um tipo de beleza que ninguém pode retirar e não se pode enganar. 
Quando trabalhamos só a casca esquecemo-nos do conteúdo! Com o tempo o interior apodrece e não tem mais como voltar atrás. Às vezes é preciso quebrar a casca e trabalharmos o conteúdo, para não o deixarmos morrer a míngua. 
Sejamos belos por fora e por dentro. Mas saibam que beleza verdadeira não tem nada a ver com salões de beleza, roupas de grife e dinheiro no bolso. 


6 comentários:

Maria Lúcia Marangon disse...

Quando eu era criança, as mulheres eram lindíssimas e não precisavam de tantos produtos e procedimentos para conseguirem isso.
As empresas de cosméticos estão lucrando bastante e nem sempre os resultados são satisfatórios. Sem falar do famoso botox que, na minha opinião, é uma coisa horrorosa.
Quando eu estava fazendo pós-graduação em linguística, assisti a uma palestra de uma linguista americana, professora de uma famosa universidade da Califórnia, autora de vários livros e conhecida mundialmente. Ela se apresentou diante de uma plateia formada por elegantes professores universitários brasileiros vestida de calça vermelha, blusa estampada verde, tênis azul, sem maquiagem, rabo-de-cavalo e mochila nas costas. E SIMPLESMENTE ARRASOU!
Mas tem gente que ainda insiste em julgar os outros pela aparência. Que pobreza de espírito!

Abraços!

Ká Oliveira disse...

Oi amigo,
Concordo plenamente contigo. Creio que devemos estar bem conosco mesmo. Saber olhar no espelho e sentir satisfação.
Nos vestimos e arrumamos o físico para o mundo, porém o povo tem deixado de lado o fator saúde, e isso é muito ruim, pois tentando melhorar uma coisa, as demasi pioram, o corpo, a saúde é que está sendo colocada em risco.
Sabe, seja sempre você mesmo de chinelos, eu fico mais bem apessoada nos meus "crocks" pois fico mais à vontade, assim liberando a beleza que não aparece no rosto e sim no fundinho do olhar, a tranquilidade!
Grande texto amigo
Beijo

Flávio Nunes. disse...

Olá Maria Lúcia,
Primeiramente, e antes de tudo, desculpa a demora para responder o seu comentário! Estava bem atarefado nos últimos dias.
Pois é, noutro dia eu fiquei "anestesiado" ao saber que minha esposa estava querendo fazer um tratamento estético (Cabelos, unhas, hidratação,..._, cujo valor passaria de R$ 200,00! Perguntei se o tratamento duraria o mês todo e ela me respondeu: "Não, se chegar a três dias será lucro"! Como assim? Gastar mais de R$ 200,00 para uma "beleza" tão passageira, acho um desperdício de tempo de dinheiro!
Com certeza, as indústrias de cosméticos estão lucrando muito às custas das mulheres que desejam a "beleza" a qualquer custo. Minha esposa é linda tanto com maquiagem quanto ao natural. Não a deixarei de amar, nem deixarei de achá-la bonita se está usando esta ou aquela maquiagem, fez tal ou tal coisa com os cabelos e unhas.
Sempre tive uma idéia pessoal de mulher ideal, se um dia eu a encontrasse, me casaria com ela, a encontrei e me casei com ela. A idéia é a seguinte: Sabemos quando estamos ao lado da pessoa certa, quando a amamos do jeito que é sem mais nem menos! A amamos acordando pela manhã com os olhos ainda pequeninos por ter acordado a pouco, a amamos quando está de mal humor, a amamos quando está triste, a amamos quando está esbanjando alegria, a amamos quando está super-produzida, etc... A amamos de todos os jeitos pois o que está por fora não é o que importa, mas tudo aquilo que ela é em essência e represente em nossas vidas! Eis uma das coisas que vi em minha esposa.
Quanto à palestrante que viu com roupas simplórias e ARRASOU na sua apresentação..rs.. Mesmo sem conhecê-la, verei fã dela..rs..
Mais uma vez, obrigado pelo seu comentário!
Tenha uma ótima semana!
Abração,
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Ká,
Obrigado pelo seu comentário e também aproveito para pedir-lhe desculpas pela demora em respondê-lo!
Obrigado pelas palavras. Sei que cada ambiente pede um tipo específico de roupa, mas sei também que o mesmo homem que criou e desenvolveu a estética, é o mesmo que criou as coisas simples da vida e sabe aproveitar tudo da maneira mais simplória possível.
Por isso, peço a Deus que nunca deixe-me perder o rumo, minha tranquilidade, minha paz interior e minha maneira de ver o mundo!
Tenha uma ótima semana minha amiga!
Abração,
Flávio Nunes.

Maria Lúcia Marangon disse...

Bom final de semana, Flávio!
Abraços,
Maria Lúcia.

Flávio Nunes. disse...

Olá Maria Lúcia,
Passando para agradecer a sua mensagem e também para lhe desejar um ótimo final de semana!
Abração,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...