quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Fabulando...



O Leão e a Zebra
Certa vez, um Leão resolveu cortar a sua juba e pediu a opinião da Zebra que passava por ele naquele momento. A Zebra, eloquentemente e com medo de ser devorada, disse tudo que pensava de positivo e enalteceu qualidades que nem o Leão sabia que possuía. O Leão, cansado de tanta tagarelice e vendo que muito do que dizia a Zebra era mentira, aproximou-se e devorou o seu interlocutor. MORALIDADE: Mais importante que falar o essencial, é calar-se no devido momento.


A Formiga e o Elefante
Na floresta, vinha caminhando e cantarolando a formiguinha. Ao seu redor haviam árvores centenárias, com folhas de diversos tamanhos e texturas. Havia também por alí pedregulhos, troncos caídos, apodrecidos e cheio de vermes asquerosos. Tudo parecia um verdadeiro caos. Vendo a formiguinha, o Elefante aproximou-se e perguntou: "Por que tanta alegria diante de todo este caos"? No que a formiga respondeu: "Que caos? Daqui tudo é perfeito". MORALIDADE: Seja o rei do seu mundo. O lugar onde você está é tão bom ou tão ruim, depedendo do seu ponto de vista.


A Casca de Banana
Dois macacos sentaram-se num tronco lenhoso e começaram a comer as bananas que um deles trouxera. "Que banana deliciosa, pena que as cascas não servem para nada", disse um deles. O outro vendo uma movimentação logo abaixo do lugar onde estavam sentados chamou a atenção do amigo para o que estava acontecendo. Era um porco-do-mato que comia as cascas com voracidade e satisfação. MORALIDADE: O que para você é lixo, para o outro pode ser um banquete.


O Velho Tigre
O jovem tigre, após matar um filhote de alce e trazer para suas crias, chegou até a borda de um lago para beber água. Olhando seu reflexo na água, percebeu que sua boca estava toda ensanguentada, seu semblante havia mudado e estava com ar de austeridade. Lembrou-se da sua infância e como era bom não ter responsabilidade alguma, a não ser aproveitar a vida da melhor maneira e aprender tudo o que podia com seus pais. Apesar de tudo, alegrou-se, pois hoje é forte o suficiente e pode ensinar aos seus filhotes como sobreviver num mundo tão selvagem. MORALIDADE: O tempo passa para todos. Devemos estar preparados para aprender e sobreviver dentro das nossas condições de vida.


O Jovem Sabiá
Enfim chegou o grande dia. O filhote de Sabiá estava pronto para o seu primeiro voo. Vendo que o filhote aproximava-se ponta do galho o Bem-te-vi falou: "Tome cuidado, se não fizer isso direito poderá morrer". O Sabiá estava tão confiante e seguro de si, que não deu ouvidos ao Bem-te-vi e lançou-se no ar, ganhando o céu. MORALIDADE: Não devemos dar ouvidos aos outros e nos deixar afetar por comentários maldosos. A negatividade não é transferível.




Foto: http://leituramesquita.blogspot.com/2010/10/sugestao-de-atividades-com-fabulas-de.html

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Coração Partido!

Ela já não aguentava mais o peso do próprio corpo e caiu de joelhos naquele chão áspero. Doeu muito sentir as minúsculas pedras penetrarem sua pele, no entanto, aquela dor física em nada se comparava à dor que sentira ao encontrar o seu noivo, primeiro e único homem que a tocou tão profundamente, na cama com uma prostituta. Ela se entregou a ele, pois achava que havia encontrado pessoa correta para ser o pai dos seus filhos e o homem que a faria mulher por toda a vida.

Encontrar-se alí, caída no chão, num canto da calçada, com os joelhos lacerados e a alma hemorrágica, não era a melhor condição para uma jovem tão delicada e de família refinada. "Que fiz"? Perguntou angustiada para si mesma.

Olhando para os lados, não conseguiu identificar em que lugar do planeta estava. Estava em sua cidade, à duas quadras de casa, mas o giros eram muitos. Em sua casa, seus pais a aguardavam ânsiosos e preocupados. Afinal, era a primeira vez que a filha saía sem dizer o paradeiro e o motivo de tanta raiva.

Seus esforços foram falhos. Havia bebido demais e não se recorda o momento que perdera a razão. Sem mais demora saiu-lhe da boca um liquido viscoso e amargo como o féu. Vomitou tudo que ainda restava em seu estomago, e não fosse o histórico e o fato de estar com uma dor de cabeça colossal, sinal que ainda estava viva, para o seu desprazer, acharia que fora envenenada.

A dor estomacal e de cabeça alternavam-se, eram insuportáveis. Começou a ficar em posição fetal, era a que menos lhe causava dor. Assim ficou por muito tempo. Adormeceu, semi-nua, machucada e vomitada.

Uma vizinha passando pelo local a identificou e pediu ajuda aos passantes. "Que coisa te aconteceu menina"? Repetia ela com lágrimas nos olhos. Não podia acreditar na maldade humana contra um ser tão indefeso. Mal sabia que tudo aquilo era auto-flagelação, consequência de um coração destruído e uma alma perdida.


Foto: http://coracaopartidoentraaiamigo.blogspot.com/2011/07/porque-um-coracao-partido-realmente-doi.html

sábado, 24 de setembro de 2011

As Leis do Universo!

Olá Pessoal,


O texto que transcreverei a seguir foi escrito por mim no dia 05/01/2008. Nele eu abordo um tema, que na ocasião, eu comecei a desenvolver: o diálogo entre ciência e a religião. Fui um pouco presunçoso em determinadas partes, mas o amadurecimento não é algo que se colhe, mas se cultiva em nossas vidas. Só com o tempo deixamos de ser "arrogantes" e passamos a ser mais sapientes. Uma característica é a paciência e a ponderação na hora de expor determinadas informações.


Após essa breve introdução, sigo com o texto. Desejo que gostem.


As Leis do Universo

Após alguns anos de estudos, estou começando a formular, descrevendo de maneira lógica e co-relacionando minhas linhas de pesquisa, uma teoria natural que abrange os conhecimentos humanos sobre diversas ciências e caminhos espirituais. A fé e a razão devem caminhar juntas.

O cientista que desejar conhecer o grande mistério do universo, precisa antes de tudo, conhecer e entender Deus. Da mesma forma, o místico que deseja conhecer e entender Deus, precisa antes de tudo, conhecer à fundo as ciências (O grande mistério do universo).

Para que uma pessoa consiga, de fato, conhecer e entender Deus e as ciências, é preciso que esteja de acordo com algumas Leis Universais, que são: as Leis de Deus e as Leis da Natureza; o que no fim tornam-se algo único, sinérgico, holístico, harmonioso e unitário.

Nada do que percebemos através dos sentidos acontece sem uma série de reações no mundo "micro". Tudo  o que existe no universo possui a sua própria Lei, o que no fim podemos determinar como : A sua razão de ser e existir. Por que o universo foi criado? Em última instância, para que ele serve? Por que estamos aqui? Quem somos nós afinal? Estas e outras perguntas clássicas, servem como alicerce para uma construção sólida nos campos do saber, e estes, nos diversos aspectos de nossas vidas.


É isso, espero que tenham gostado!


Abração,


Flávio Nunes.




Foto: http://pensadorlivre-bill.blogspot.com/2011/05/ciencia-e-religiao-podem-andar-juntas.html

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Ignorância ou 0,1%

O que posso dizer do muito que penso, reflito, almejo, sintetizo e escrevo? Tentando algo coerente, perco-me em pensamentos muitas vezes frustantes do que realmente é a verdade daquilo que sou e sinto, frente ao que há ao meu redor.

Seja o que for, aconteça o que acontecer, não serei capaz de chegar ao fim de muitas coisas que comecei. Será que minha vida será uma sucessão de pequenos começos? Será que o fim será um acúmulo de incontáveis começos? Queria eu terminar algo, acabar o que comecei seria uma grande coisa; entretanto, todas as vezes que nisso penso, vem-me minha formação científica - auto-didata -, e refuta certas afirmativas que propus anteriormente e dá-me conforto. Toda e qualquer ciência, é constituída de probabilidades, de coisas que virão-a-ser, em base nos inúmeros começos gerados dia-após-dia, em todas as universidades do mundo. A ciência não é um fim em sí mesma, e muito menos é feita de verdades irrefutáveis. Quem coloca um ponto final num assunto, ou não é um verdadeiro cientista/pensador ou o é e deseja enganar o mundo todo para que o deixem em paz.

Há muitas lacunas a serem preenchidas ao longos dos séculos passados e vindouros. Lacunas estas que cada indivíduo ajuda a preencher. Tudo, desde o começo, até o "fim" dos tempos, está direta ou indiretamente interligado e vinculado. Da mais simples estrutura ao mais complexo organismo, todos estamos "interferindo" e agindo com sinergia na vida/substâncias uns dos outros.

Quisera eu não pensar tais coisas, mas está além das minhas forças interromper o rompante constante de pensamentos, imagens e palavras, que ronda minha mente ininterruptamente. Noventa e nove por cento de tudo isso é perdido, apenas um por certo é processado e desses, apenas uns 0,1% é o que regurgito aqui e acolá, manchando as páginas da história.

Não quero ser nada além do que um ser humano normal, pensando coisas normais, fazendo coisas normais, vivendo uma vida normal, etc, etc, etc... Normalidade, eis o que muitos desejam e poucos têm! Onde está a sua normalidade? Passamos muito tempo do lado de fora e outros tantos séculos do lado de dentro. Veja onde chegamos! É hora de seguir em frente, sempre em frente, com mais esperança, fé e amor.


Foto: http://deleiteimediato.blogspot.com/2011/07/como-identificar-um-pseudo-intelectual.html

Idéia Nova!


Copiado da amiga Mônica Campi (Facebook)!

Segurança no Trânsito!

Olá Pessoal,

Hoje eu trago um vídeo que retrata a Segurança no Trânsito! É uma propaganda muito boa, com poucas imagens, mas recheada de pura emoção!

Agora que sou o "motorista oficial" aqui de casa e dos amigos, quando saímos todos juntos, essa propaganda me diz muitas coisas. Espero que seja significativa também para todos vocês!

Abração,

Flávio Nunes.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Abrigo entre livros!

Olá Pessoal,

Olha só o que eu achei na internet! Um exemplo que o ser humano não tem apenas necessidades de abrigo, alimento, água,... mas também tem sede de conhecimento!

É inerente ao ser humano, humanizar-se cada vez mais. Infelizmente, alguns não possuem as mesmas "facilidades" que outros e por pura ganância, cobiça e sede de poder, há uma visível má distribuição de renda entre os membros de nossa sociedade.

Alguns possuem dinheiro suficiente para comprar todos os livros que bem entender, ou ir visitar todas as bibliotecas do mundo; contudo há aqueles que, à duras penas, esforçam-se para obter um dos bens mais preciosos do ser humano, o conhecimento.

Quando iniciativas como estas mostradas do vídeo são vistas, brota em meu peito mais uma centelha de esperança. Eu sempre digo e não vou cansar de repetir: Eu acredito no ser humano e em sua máxima humanização! Fazer caridade não é ser humano, ser humano é, entre outras coisas e por amor, promover o que há de melhor em nós.

Deu-me vontade de ir até lá e conhecer este lugar. Você não?

Peço para que assistam o vídeo com atenção!

Abração,

Flávio Nunes.


 

Talento!

Olá Pessoal,

Anexei a seguir alguns vídeos que demonstram o que eu considero ser um  dos dons de Deus dado aos homens: o Talento!

Os vídeos falam por si só! Basta clicar e curtir..rs.. Como estes existem tantos outros vídeos e tantas pessoas talentosas espalhadas pelo mundo. Se não quiserem assistir tudo, escolha apenas um, divirta-se e emocione-se! Tem música para todos os gostos..rs..

Abração,

Flávio Nunes.



sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Acreditar!

Certa vez, li num lugar: "Ter fé é acreditar que encontraremos todas as respostas antes mesmo de descobrir os meios para solucionarmos as dificuldades que surgirão"!

Acreditar! Eis uma coisa que poucas pessoas fazem ultimamente. Pouco tem-se visto uma pessoa "acreditando" em outra. O "Acreditar" é um verbo esquecido por muitos dentro da realidade social que vivemos ultimamente. Digo que hoje em dia, a maioria das pessoas tem esperanças, mas desacreditam que isso ou aquilo pode dar certo em suas vidas.

Assim como a Paciência e a Compaixão, o Acreditar é um dom que nos foi dado para o melhor vivermos em harmonia na sociedade. Mas onde foi que erramos? Por que deixamos de acreditar nas pessoas? Por que deixamos de acreditar que o mundo pode ser um lugar melhor para se viver? Por que deixamos de acreditar que nossas crianças serão responsáveis por um futuro melhor que o nosso? Por que não acreditamos mais na felicidade, na paz mundial, no diálogo inter-religioso,...?

Eu acredito no amor, na força da fé, num sorriso sincero, na compaixão, em Deus,... acredito que uma pessoa pode mudar o mundo se quiser, acredito que até o suspiro final todos temos condições de fazer o melhor para que o mundo torne-se um bom lugar para se viver, acredito que ninguém é uma ilha, acredito que o ser humano e a natureza como um todo, são as criações mais perfeitas de Deus e que Darwin/Lamarck estavam certos em seus estudos, acredito que Religião e Ciência não são antagônicas, acredito que é possível mudar o coração do homem para melhor, acredito no potencial individual de cada ser humano,... E você, em quais coisas acredita?

Podem me chamar de tolo e ingênuo, eu não ligo. Mas se pensarem assim, ao menos acreditem nisso, pois aí não serei um empecilho em seu caminho. Caso digam e não acreditem nisso, eu incomodarei. Não desejo incomodar ninguém! Peço apenas uma coisa; quando acreditarem em algo, que seja para o bem e para a promoção do amor e da paz. Só assim conseguiremos ser plenamente felizes.


Foto: http://lcybelle.wordpress.com/2010/11/06/eu-acredito/

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Ano Mundial da Medicina Veterinária!

Olá Pessoal,

Este ano, a Medicina Veterinária comemora 250 anos. Desde que Claude Bougerlat, em 1761 inaugurou em Lyon, na França, a primeira escola de Medicina Veterinária, muito foi feito para a saúde e bem-estar dos animais.

Profissão que eu também amo e exerço, a Medicina Veterinária está entre as principais profissões de nossa sociedade. Ainda hoje, não tem o seu devido valor, em face de toda a contribuição que oferece ao mundo. Entretanto, acredito que num futuro, não muito distante, colheremos melhores e bons frutos.

Ser Médico Veterinário, num âmbito pessoal, é estar conectado direta e indiretamente a Deus. Trabalhar com os animais é muito mais que verificar suas doenças e medicá-los, é sim conseguir entender uma linguagem inter-específica, ser um "poliglota" de gestos e olhares. É olhar para a natureza, e para todos os animais, e ver que há algo sobrenatural no contato com o mundo que nos rodeia.

Disseram-me certa vez na faculdade: "Parabéns por terem escolhido esta profissão, que é puro amor" e ainda "Se vocês pensam em ficar ricos, financeiramente falando, estão na profissão errada"! Já trabalhei em alguns lugares e digo que alguns dos meus patrões (Veterinários), mesmo não afirmando, estão ricos financeiramente, mas não possuem amor algum à profissão. Outros veterinários, estão enriquecendo, e continuam pobres espiritualmente. Já uma minoria, está pobre financeiramente, porém são ricos em dignidade, em honestidade, em amor à profissão e principalmente, ricos em amor aos animais.

Crescer profissionalmente e mostrar o nosso devido valor está além das aparências, além do estetoscópio que utilizamos, além das especializações, além dos equipamentos de primeiro mundo,... está em algo pequenino e grandioso ao mesmo tempo: o Amor! Ou seja, na capacidade que temos de amar incondicionalmente, tudo e todos. Digo, com conhecimento de causa, que o Amor em nossa profissão é o melhor pagamento pelos serviços que prestamos à sociedade. Esse Amor que temos, paga nossas contas e nos traz paz e felicidade.

Não é exagero afirmar que, se não fosse pelos Médicos Veterinários, mais da metade da população mundial já teria morrido por diversas doenças. Doenças estas adquiridas por vírus, bactérias, fungos, protozoários, ecto e endoparasitos. Em última instancia, cuidados para que a harmonia existente entre homem e animal nunca acabe. Dessa maneira conseguimos gerar o melhor estado de saúde e bem-estar - físico, emocional e psicológico -, tanto para os animais, quanto para os seres humanos.

Parabéns a todos(as) os(as) Médicos(as) Veterinários(as)!

Abração.

Flávio Nunes.


 

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Sintonia com Deus!

Certa vez li que a nossa ligação com Deus é como a sintomia de um rádio.

Quando sintonizamos o rádio na estação que desejamos escutar e estamos na frequência certa, não há um ruído sequer, ouvimos a música e toda a sua harmonia, limpidamente. Pode ser que um pequeno chiado ocorra, mas nada que atrapalhe o todo.

Assim também é nossa "sintonia" com Deus. Quando estamos na sintonia certa com o Eterno Pai, o ouvimos limpidamente, sem interrupções. Cabe aqui uma ressalva, o ouvimos e somos ouvidos com maior clareza.

Mesmo que as "ondas do rádio" sejam invisíveis, temos certeza que elas existem, pois temos um "aparelho" que capta estas ondas e a decodificam de maneira que podemos entender a mensagem, notícia ou música, que chegam a todos os instantes.

Acredito que nossa "sintonia" com Deus, se assemelha em muitos aspectos com a sintonia de um rádio. Quanto mais distante estivermos da fonte mais difícil é captar e sintonizar a frequência certa. Quanto mais bloqueios existirem entre a fonte e nosso receptor, mais difícil é ouvir a Sua voz. Quanto mais distante estamos de Deus, mais ruídos existem. Se isso torna-se crônico, chega o momento em que só escutamos ruídos, dia após dia, noite após noite, e sentimo-nos perdidos e desorientados. Entretanto, à medida que nos aproximamos da fonte novamente, mais claro ouvimos a voz de Deus e mais iluminadas tornam-se as nossas vidas.

Desejo que as pessoas percebam a que distância estão de Deus e se há barreiras entre elas e o Eterno Pai. Desejo que retirem estas barreiras e se aproximem Dele. Dessa maneira, serão capazes de ouvir claramente tudo aquilo que Ele tem para lhes dizer.



Foto: http://www.tecmundo.com.br/3068-power-line-communication-a-rede-na-tomada.htm

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

A Pessoa Certa!


Sempre tive uma idéia pessoal de mulher ideal, se um dia eu a encontrasse, me casaria com ela. Bom, a encontrei e me casei com ela.

A idéia é a seguinte: Sabemos quando estamos ao lado da pessoa certa, quando a amamos do jeito que ela é, sem mais nem menos! A amamos quando a vemos pela manhã acordando com os olhos ainda pequeninos por ter dormido tanto, a amamos quando está de mau-humor, a amamos quando está triste, a amamos quando está esbanjando alegria, a amamos quando está super-produzida, a amamos quando está de pijama, a amamos quando não sentimos o amor, a amamos quando não há outra coisa mais importante no mundo para fazer, a amamos de todos os jeitos, pois o que está por fora não é o mais importante, mas tudo aquilo que ela é em essência e por tudo o que representa em nossas vidas! Assim eu amo a minha esposa.

Adoro vê-la feliz. Ela é naturalmente linda. Só quem a conhece bem, sabe que sua maior beleza, além da física, vem do coração e é traduzida para o mundo através de seus pensamentos e suas ações! Quem não a conhece bem, vê apenas os seus defeitos e isso é triste. “Pré-conceitos” humanos, que no fundo – inconscientemente – , são narcisistas demais. Quem a conhecer verdadeiramente, verá um coração puro e justo, uma alma honesta e cheia de vida. Muitas vezes ferida pelas injúrias do mundo. Abafados por pessoas que não a vêem da maneira que eu a vejo e que não a conhece da maneira que eu a conheço.

Limites todos temos, entretanto, acordar todos os dias pela manhã, respirar fundo e seguir adiante com bravura e coragem, é um dom dado a poucos. Tenho orgulho de ter me casado com uma linda mulher -  uma mulher linda -, que é sem sombra de dúvidas uma forte guerreira.



Simon's Cat - 'Cat Man Do'!

Olá Pessoal,

Assistam o vídeo com muita atenção! Quem cria gatos sabe exatamente como é..rs..

Abração,

Flávio Nunes.


Simon's Cat 'Cat Man Do' - YouTube:

'via Blog this'

Vontade de Escrever!


Hoje acordei com muita vontade de escrever, mas estou sem muita inspiração. Sigo lendo várias coisas para ver se a inspiração chega, entretanto ainda não consegui dar mais que dois passos adiante. Estou com a cabeça na Bienal.

Preciso me concentrar, preciso me concentrar!


Foto: http://www.asaber.com.br/dicas-para-ajudar-na-concentracao/

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...