quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Amigos!

A alguns dias me bateu uma saudade imensa dos amigos que, segundo o destino, ganharam o mundo e hoje estão cada qual empreendendo sua jornada pessoal.

Tomando-me como referência, muitos amigos se afastaram e hoje não tenho mais contato e nem sequer sei se estão vivos ou mortos. Da mesma forma, tendo a referência em mim, também eu me afastei de outros tantos, uma vez que meu destino pediu-me para trilhar caminhos distintos, muitas vezes antagônicos.

No toque do violão, ao vibrar das cordas, da harmonia fluida que invadiu o ambiente e da ligação existente entre tudo isso e meus pensamentos mais alegres da juventude, fui levado de encontro à pensamentos joviais de minha adolescência. Recordei-me de muitos amigos e de vários momentos que se eternizaram em minha memória.

Quando o tempo passa e a idade avança, temos o impulso de dizer: "Bons tempos que não voltam mais"! Realmente não voltam, mas não posso reclamar, uma vez que "o tempo" para mim está, em 99% dos casos, muito bom!

Ao longo dos anos fiz novos amigos e alguns desses também se foram. Entretanto não deixo-me abater, pois como bem sei, tantos outros surgirão em minha estrada. E quer saber uma verdade? Os melhores, não importa a distância, nunca se vão completamente. Ou estão sempre "dando sinal de vida" aqui e acolá, ou estão em nossos pensamentos constantemente.

Já diziam os poetas e os filósofos: "Um amigo é como uma pedra rara e de inestimável valor"; "Quem tem um amigo, tem um tesouro" e "Amigo de verdade é como um irmão que Deus colocou em outra família por engano",... Salve a amizade e a nostalgia das vidas bem vividas ao lado dos amigos de outrora.



Foto: http://spelhodeminhalma.blogspot.com/2011/07/as-cores-dos-amigos.html

4 comentários:

Iara disse...

Uma grande verdade, quantos amigos a vida nos dá e deles nos perdemos.
Mas existem aqueles que vem para ficar eternamente, não importa quão longe estejamos, e são esses que nos fazem crer que ser amigo vale a pena, e que os irmãos de alma nunca se afastam.
Aproveito para desejar a ti e tua esposa um feliz Natal e um 2012 cheio de felicidade.
Abraços

Ká Oliveira disse...

Olá querido amigo...
Sabia que esse mesmo sentimento me abraçou hoje?!
Até postei uma "rapidinha no blog" nem vou divulgar... foi meu vomito de coração depois das lágrimas...aliás, deveria ter escrito isso lá, mas....
grande beijo

Flávio Nunes. disse...

Olá Iara,
Obrigado pelo seu comentário e por compartilhar comigo e os outros leitores do Blog a sua sensibilidade com relação ao contato com os amigos.
Vale lembrar aqui que muitas vezes os irmãos de alma, tornam-se mais importantes e significativos em nossas vidas que aqueles irmãos de sangue!
Obrigado pelas felicitações. Aproveito também para desejar-lhe, e para todos os seus, muitas felicidades para este Natal e Ano Novo!
Abração,
Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Ká,
Pois é, no dia em que escrevi isso, fui ao seu Blog e vi sua postagem. Aproveitei para escrever por lá também..rs..
Que o Eterno Pai sempre abençoe a sua sensibilidade e a grandeza do seu coração!
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...