quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Grandes Nomes!

Está quase chegando a hora do meu querido e amado filho vir ao mundo. No momento, enquanto ainda está sendo gerado, várias são as reflexões que faço sobre a responsabilidade que teremos, minha esposa e eu, na criação desse novo ser que nasce.

Deus nos dá uma grande responsabilidade quando, por livre e espontânea vontade dois seres humanos se casam e, por livre e espontânea vontade, desejam gerar um filho. O fato é que uma criança nasce, única e irrepetível, como um ser, um indivíduo humano. Entretanto, torna-se SER HUMANO à medida que, através da formação humana que recebe, principalmente dos pais, amadurece fisicamente, psicologicamente, emocionalmente, moralmente e eticamente.

Existem, ao longo da história, seres humanos surpreendentes. Tanto do sexo masculino, quanto do sexo feminino, destacaram-se em diversas áreas do conhecimento e também no que diz respeito às questões espirituais, inerentes à nós humanos.

Esses seres humanos surpreendentes terão seus nomes lembrados por milhares e milhares de anos. Não é presunção dizer que muitos jamais serão esquecidos. Assim acontece com Jesus, Buda, São Francisco de Assis, Platão, Sócrates, Aristóteles, Confúcio, Darwin, Newton, Einstein, Nietzsche, Gandhi, Maquiavel, Shakespeare, Clarisse Lispector, Carlos Drummond de Andrade, Machado de Assis, Monteiro Lobato, Santos Dumont, Ernest Hemingway, Beethoven, Vivaldi, Mozart, João Paulo II, S.S. 14º Dalai Lama, Steve Jobs, Chiara Lubich, entre outros. Um pequeno parêntese também se faz necessário para um dos "gênios do mal", Hitler.

O ponto que desejo chegar é: Todos nasceram e foram criados por seus pais; muitos tiveram filhos(as), mas de suas genealogias pouco se sabe. Conhecemos apenas os seres humanos que foram. Muitos dizem que Hitler foi um animal, e não um ser humano, contudo isso não cabe a mim julgar.

Diga-me: Quem foram seus pais? Quem são seus filhos? Quem é você para o mundo? Quem dessas três gerações terá seu nome gravado na história da humanidade? Como isso se dará? Será meu/seu pai, minha/sua mãe, minha/sua esposa, meu/seu filho ou eu/você? Que legado deseja deixar para o mundo? Vale lembrar que muitos são completamente anônimos, mas deixaram um(a) filho(a) como o maior legado para a humanidade.


Foto: http://fraseandocomvivi.blogspot.com/2011/05/genialidade.html

6 comentários:

Anônimo disse...

Hello, after reading this remarkable article i am too glad to share my familiarity here with mates.
Also see my page > Beach Bathroom Decorating Ideas

Flávio Nunes. disse...

Hello,

Thank you for visiting the blog and write your impression. Is always welcome. I saw your site, beautiful work.

Big hug.

Patrícia Fonseca disse...

Muito legal o post, Flávio!
Nos faz pensar em que tipo de pessoa estamos sendo, e também formando, no caso de quem tem filhos.
Nos desafia também a romper a mediocridade, no empenho de significar e contribuir positivamente neste mundo do qual fazemos parte.
Um abraço e felicitações pelo baby!

Flávio Nunes. disse...

Olá Patrícia,

Obrigado pela visita e por comentar a postagem. Fico feliz que tenha gostado. Por sua resposta, pude perceber que o texto atingiu o objetivo que eu desejava.

Sejamos pessoas boas e criemos boas pessoas; para que o mundo seja cada vez melhor.

Agradeço também as felicitações pelo baby.

Abração,

Flávio Nunes.

Ká Oliveira disse...

Olá amigo Flávio...
Muito boa sua reflexão...
Vou te dizer uma coisa, seremos eternizados pelos nossos, por amor ou ódio. Daremos o devido valor aos nossos pais, detalhe: positivo e/ou negativo, quando nos tornamos pais.
Vou usar um exemplo vivo.. hahahahha... o meu!
Sempre disse que não criaria minhs filhas como minha mãe me criou... ERRADO.. sabe o que fiz? Aprimorei e complementei o que ela fez e faz por mim. Como sei que foi bom? Não me acho uma pessoa má, não sou desonesta, sei apreciar as coisas boas da vida, enfim... não esquecerei e passarei o legado pra frente.
Sempre bom te ler!
beijos
Ka

Flávio Nunes. disse...

Olá Ká,

Adorei a sua frase: "Seremos eternizados pelos nossos". Tenho certeza que darei o devido valor aos meus pais após o nascimento do meu filho. Ja estou dando valor desde agora..rs..

Quanto à criação do meu filho, meus erros e acertos, nesse quesito você tem muito mais experiência que eu..rs.. No futuro podemos conversar sobre isso também em meio à tira-gostos e cerveja..rs..

Abração minha amiga,

Flávio Nunes.

PS: Continuemos passando o nosso legado às futuras gerações, carne de nossa carne.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...