sábado, 7 de abril de 2012

Ser Santo!

Bem-aventurado aquele que almeja o caminho da santidade, ou melhor, o caminho da santificação. Seria eu um hipócrita? Seria eu um sonhador? Seria eu uma pessoa ingênua? Falar de santidade nos dias de hoje é algo piegas e ultrapassado?

Cada tempo, histórico, possui os seus santos. Alguns são intitulados e reconhecidos publicamente, outros apenas são. Casa povo tem os seus santos. Assim como cada religião. Assim sendo, há santos de todas as raças, em todas as culturas e em todas as religiões.

Para tornar-se santo precisamos amar a Deus e seguir o caminho do bem. Ou seja, todos podemos ser santos. Mas me falarão: E os ateus, estes não creem em Deus, por isso não podem tornar-se santos! Mesmo que uma pessoa não creia em Deus, Ele crê em todos nós; sem exceção, e isso já é demasiado bom.

Ao longo da minha caminhada espirital, já convivi e conheci pessoas fantásticas. Conheci budistas, espiritas, muçulmanos, evangélicos, umbandistas, agnósticos, ateus,... e todos, possuem características santas. Certa vez um amigo ateu me disse: "Não acredito em Deus. Acho apenas que não devemos fazer mal algum as pessoas e devemos respeitá-las como são, da maneira que são. Da mesma forma que não desejo que me façam mal, também não farei mal algum para elas". Um espirita me disse: "Antes de qualquer coisa você deve amar a Deus e fazer sempre o bem em sua vida. Quanto melhor viver, mais tornará sua alma pura e límpida". Um budista me disse: "Devemos amar tudo que há no mundo, mas antes de tudo devemos estar bem conosco. Se nosso interior é são, o mundo tornar-se-á são. Para tanto devemos praticar a compaixão e o caminho das verdades do bem viver". Há tantos outros relatos, que perderia demasiado tempo para transcrevê-los todos.

No fim, todos nós temos a nossa forma de amar e a nossa maneira de tornar o mundo um lugar melhor para se viver. Alguns seres humanos no entanto, deturpam certas práticas de caridade em prol de benefícios próprios e por possuírem pensamentos egoístas. Vale lembrar que os mais amados por Deus, são os mais pervertidos. Blasfêmia? Não mesmo. Que salvação tem aquele que já se encontra no caminho correto? Há mais festa no céu para aquele que se arrepende dos seus pecados, do que para aquele que sempre esteve no caminho justo.

Ao longo da história, há santos dos mais variados, homens e mulheres que se arrependeram dos seus pecados e conheceram a verdade. A verdade é individual, cada um traz impresso na alma, mas somente alguns conseguem percebê-la em vida. Não é preciso usar túnica, raspar a cabeça e nem deixar a barba crescer para tornar-se santo. Nem é preciso ser caridoso em demasia. Para tornar-se verdadeiramente santo, basta livrar seu coração e sua alma de qualquer maldade, pecado, nocividade, sentimentos ruins, mesquinhos, egoístas, subvertidos,... e cultivar o amor em toda sua grandeza e plenitude. Quando todo seu ser for puro Ágape, saberá que terá atingido a santidade.

Eu não disse que é fácil, mas digo que é possível. Uma dica? Observe mais o comportamento das crianças (Dos recém nascidos até os cinco anos de idade). Perceberá o quanto nós complicamos as coisas com o passar dos anos e que em 99% dos casos, o que somos é um aglomerado de prazeres vãos e pura vaidade.



Foto: http://www.freewebs.com/razanilshamir/poemasepoesias.htm

2 comentários:

Ká Oliveira disse...

Olá querido amigo Flavio...
Faz um tempinho que não aparecia, mas cá estou. Muito sábias palavras, porém nem me arrisco a dizer querer me santificar... kkkkkk.. ainda que dentro de uma doutrina disciplinada, o trabalho em prol à caridade pulsando vivamente na minha nação; confesso ser tentada aos vãos prazeres e à vaidade diários... porém um trabalho de todos os dias para me manter "na linha" riscada por Deus esperando minhas palavras de peso para o cumprimento da missão já assinada com o divino amor á essa existência temporária de aprendizado.
Grande abraço

Flávio Nunes. disse...

Olá Ká,
Obrigado pela visita e pelo comentário! O caminho que leva à santidade é um caminho árduo. Está de acordo com o amor, já é um grande feito.
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...