domingo, 17 de junho de 2012

A Chegada do meu Filho!

Existem momentos inesquecíveis em nossas vidas e um deles, com certeza, é o nascimento dos nossos filhos. Algo inexplicavel acontece dentro do peito, algo surpreendente acontece em nossos cérebros. De uma hora para outra tornamo-nos  pais.

Que grande emoção é, após acompanhar todo o processo de desenvolvimento gestacional, ver nascer o filho amado e tão, ansiosamente, esperado. Após segundos, como por instinto, identificamos características físicas particulares, que até então eram só nossas, em outro ser e ficamos felizes, num silêncio contido, por saber que aquilo que era só meu, passa a ser também dele.

Num rompante de emoções e sentimentos, pegamos nos braços um ser humano completamente indefeso e gerado à partir de você. Veja que coisa fantástica; fruto do amor de Deus pela humanidade, um filho é a personificação do amor dos pais, gerado no ventre materno. Ver seus olhos, nariz, boca, orelhas, formato da cabeça, dos braços, dos dedos, do tórax, do abdome, das pernas e nesse ínterim nos encontramos.

Que sentimento é esse que traz lágrimas aos olhos ao segurar seu filho nos braços e saber o tamanho do seu potencial, agora completamente em formação. Apesar de todos falarem para aproveitarmos o máximo que pudermos pois essa fase "passa rápido", vê-lo, o filho amado, ainda cru para o mundo, traz um senso de responsabilidade gigantesca, uma vez que seremos nós, os pais, sua referência de vida, de comportamento e de atitudes. Seu cérebro, enquanto recém-nascido é uma "esponja", ou seja, absorve todos as informações do meio em que se encontra. Daí a importância de proporcionar um ambiente tranquilo e rico em significados para o pequeno amado.

Pela segunda vez, agora numa nota pessoal, vejo a importância da desaceleração, onde nada pode ser feito ansiosamente. Para o bebê, o bem mais precioso é o leite materno, o contato físico e um ambiente confortável, tanto acordado quanto dormindo.

Esse fase é muitas vezes de pura superação e na qual demonstramos o máximo do amor que há em nós. Acordar de bom grado à qualquer hora para afagá-lo, trocar suas fraldas e no caso das mães, dá-lo de mamar, pode ser para alguns, que não estão acostumados, uma grande superação. Outro ato de extremo amor e realmente, o maior de todos, é o da mãe. Após toda a gestação, seus enjoos, náuseas, mudanças físicas e anatômicas, o que mexe muito com a vaidade feminina, a mulher vê-se, em alguns casos, com os seios em carne viva e muito sensíveis, uma vez que o bebê ao amamentar precisa aprender a fazê-lo da melhor forma e até conseguir, os seios podem "sofrer" pela má embocadura. Ambos precisam adaptar-se, conhecerem-se, tanto mãe, quando filho.

Olhar para sua esposa, ver que seus bicos de seio racharam, a dor está estampada na face, ver que o bebê sente fome e ela, ainda assim, amamentá-o ao mesmo tempo que diz "Louvado seja Deus", é algo que emociona e que jamais será esquecido.

É tudo muito novo, e tudo requer uma adaptação rápida. Entretanto, digo sem sombra de dúvidas, ser pai é a melhor sensação que jamais senti na vida. Não há no mundo, nada que se compare com esse amor de Deus por nós.


Foto: http://www.canstockphoto.com.br/cegonha-beb%C3%AA-3712751.html

10 comentários:

Cristina ferber vieira lessa disse...

Parabéns, Flávio, pela chegada do bebê! Essa emoção é muito linda mesmo, e quase indescritível. E sim, ele vai estar observando os pais, o tempo todo, porque vcs serão a referência e a ponte que o liga ao mundo! Felicidades nesta nova jornada!

Flávio Nunes. disse...

Olá Cristina,
Obrigado pela mensagem e pelos parabéns. Certamente é uma grande emoção a chegada de um filho em nossas vidas. Tentei, mas me faltam palavras para dizer tudo que sentimos, minha esposa e eu, com a chegada do nosso pequeno e tão amado filho. Receio que envelhecerei e nunca conseguirei explicar esse tal sentimento chamado amor!
Desejo apenas que nosso pequenino seja muito feliz e abençoado por Deus!
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Vania disse...

Parabêns, que vocês sejam muito felizes juntos. Você vai perceber que esse amor que você acha imenso ainda vai crescer, e muito! E vai se tornando a cada dia mais gostoso, mais doce! Parabéns novamente , a vicê, a sua esposa e a esse bebê, que escolheu pais tão especiais . Beijo!

Flávio Nunes. disse...

Olá Vania,
Obrigado pelo carinho e pela mensagem. Tenho certeza, sem sombra de dúvidas que, com o passar dos anos, esse amor só tende a crescer e tornar-se quase infinito (Se não o for desde já)!
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Saleta de Leitura disse...

Parabéns papai Flávio!

Esse amor é tão sublime, tão único que conseguistes transmitir com tanta emoção todos os detalhes que esse ser representa em tua vida!

Por ser mãe sou um ser abençoado por Deus por ter me concedido essa graça e só posso te dizer que carregas consigo a coisa mais preciosa de tua vida, o fruto do amor que só Ele foi capaz de te presentear.

Parabéns mais uma vez e muito obrigado pelo convite para ler esse posts que transborda de amor.

Beijos
Irene Moreira

Bei

Fabiana Ratis disse...

Flávio,

A sua emoção pode ser sentida aqui por mim, tamanha a sensibilidade c/ a qual você a descreve. saúde para o bebê e alegrias p/ você e sua esposa. Parabéns!

Flávio Nunes. disse...

Olá Irene,

Como disse no texto, é um tipo de sentimento que não se consegue explicar através de palavras. Tentei descrever meus sentimentos, mas achei que o texto ficou pobre em palavras, sentimentos e emoções.

Com certeza, todas as mães são seres abençoados por Deus. Não há em qualquer diminuto ponto do universo tamanha magia e transmutação. Com essa experiência digo, sem medo de errar, O Eterno Pai nunca se deixa vencer em generosidade e amor.

Agradeço também a sua presença aqui e seu comentário. Foi para nós, minha esposa e eu, fonte de muita felicidade.

Abração,

Flávio Nunes.

Flávio Nunes. disse...

Olá Fabiana,

Fico muito feliz em saber quer fui capaz de, ainda achando que muito deixou de ser dito, lhe transmitir a emoção que sentiste ao ter meu pequeno amado filho nos braços.

Obrigado pela visita e pelo comentário!

Abração,

Flávio Nunes.

Anônimo disse...

Parabénssss para você e sua esposa. Vocês são muito queridos e merecem esse momento lindooooo! Que o baby seja muito feliz!
Bjinhos. Tammy

Flávio Nunes. disse...

Olá Tammy,
Que grande alegria receber o seu carinho. Obrigado pela parabenização. Nos esforçaremos, Elen e eu, para que o nosso pequeno e amado filho seja muito feliz e um apaixonado pela literatura!
Abração minha amiga,
Flávio Nunes.

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...