domingo, 15 de julho de 2012

Influências!

Geralmente não nos damos conta do quando influenciamos e do quando somos influenciados por tudo o que ocorre à nossa volta. Também as pessoas que em nossas vidas passam, conhecidas ou desconhecidas, já dizia o poeta, deixam um pouco de si e levam um pouco de nós.

Com o tempo, com um pouco de sensibilidade, percebemos que nossa vida é uma grande mosaico. Somos uma mescla de sentimentos, desejos e sonhos; realizados e por realizar, num constante ir e vir, ininterrupto. Eramos e não somos mais; somos, mas podemos vir a ser. Assim, sucintamente, se resume o ser humano.

Houve época que o ponto alto era o brinquedo do momento, depois passou a ser a menina ou o menino mais bonita da escola, em seguida a profissão a escolher era o que nos movia, depois foram as notas curriculares, em seguida foi a vez da família a ser formada, depois a estabilidade profissional, a boa saúde e por fim a tranquilidade na velhice. É claro que há inúmeras nuances entre uma vírgula e outra, entretanto para cada ênfase, algo foi tirado ou acrescentado.

Ver que um indivíduo ou um grupo repete seus passos, faz bem para o ego. Perceber que há mais dos nossos pais em nós do que pensávamos, pode ser fantástico ou angustiante. Se almeja posição e status, veste-se finamente, se desejas doar-se aos pobres, veste-se com o essencial. Se almeja a riqueza à qualquer custo, não mede esforços para chegar ao topo, se desejas exercitar o dom da pobreza, divide o que tem e doa o excesso aos que nada possuem. Nisso tudo a construção do ser é feita.

Vocação é muito mais que escolha de caminho e meta, é, se assim posso dizer, o somatório e acumulação dos sonhos e desejos que materializaram-se e criaram um meio de vida compatível com o que se é, enquanto essência. Não nascemos bons ou maus, tendemos para um ou outro canto e de acordo com os acontecimentos e influências, nos tornamos o que somos.

Não há, nem no mais remoto canto do planeta, alguém que seja auto-suficiente. Nosso cérebro não nos permite isso. Enquanto há vida, há aprendizado e há transcendência. Bem-aventurado o individuo que soma-se, multiplica-se, dividi-se e diminui-se em proporcional medida. No quesito vida, saber que está vivo e descobrir para que veio, é o melhor que lhe pode ocorrer.



Foto: http://livebuzz.com.br/2011/07/mensuracao-de-influencia-nas-midias-sociais-e-tema-de-entrevista-com-paulo-milreu/

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...