segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Amizade Verdadeira!

No último Sábado participei de Chá de Panelas/Chá Bar, de um casal de amigos muito queridos. Após vários meses sem ir a qualquer evento público, pude re-ver e conversar com vários amigos. Num dado momento percebi algo bom e estranho ao mesmo tempo. Tive a nítida sensação que o tempo de separação não fora mais que alguns dias para alguns, ou algumas horas para outros.

Um dos amigos que re-vi, iniciou a conversa: "Acho que quando a amizade é verdadeira, não importa o tempo da separação, sempre quando re-vemos o amigo parece que foi ontem nosso último encontro". Assenti com a cabeça, uma vez que sentia o mesmo ao estar ali em meio a tanta gente conhecida e que me faz tão bem.

O tempo passou e num dado momento iniciou-se uma brincadeira muito interessante, onde parentes, amigos, padrinhos e quem mais se senti-se à vontade, ao enrolar um cordão no dedo dos noivos, ia descrevendo como o conheceram, em que circunstâncias, o que o casal representa para esta pessoa e quais são os votos deste para a vida futura dos dois. Enquanto a brincadeira acontecia o mesmo amigo que teceu o comentário anterior disse: "Não lembro quando eu conheci você e nem a sua esposa. Para mim é como se sempre estivessem presente em minha vida". E por incrível que pareça, este também era o meu sentimento. Ao olhar par ao lado e ver tantos rostos conhecidos, pensei: "Não lembro quando os vi pela primeira vez e os que lembro não tem a mínima importância. Também sinto como se sempre os conhecesse".

Em meio à refrigerantes, cervejas, salgadinhos e docinhos, pessoas cantavam, dançavam e se divertiam juntas. O estado de ânimo era elevado e o bem-estar presente. Mesmo com a chuva caindo lá fora, devido à frente fria que acabara de chegar, nada foi capaz de abalar e tirar o brilho daquele momento tão especial.

Dei Graças a Deus por ter pessoas tão especiais em minha vida. Sentir que todos ali eram como uma extensão do outro, trouxe um sentimento elevado e a certeza que mesmo distante esse tempo todo, eu não estava só.


Foto: http://clavedelua.blogspot.com.br/2011/02/velhos-amigos-velhas-historias.html

sábado, 12 de janeiro de 2013

Estou Aqui.

Queridos Amigos,

Antes de tudo peço desculpas pelo meu desaparecimento súbito deste posto que é, no meu entendimento, a extensão do que há em mim. Devido a uma série de acontecimentos externos, as portas que interligam meu Interior ao Exterior, fechou-se por algum tempo. O que aqui lê-se agora é nada mais nada menos que a fresta de luz ousada que teima em passar pelo buraco da fechadura. Quando a luz deseja se manifestar e passar é impossível contê-la.

Tanto tenho vivido. Calado sinto novas rugas sulcarem minha face, novos fios de cabelos brancos teimarem em ornamentar meu corpo e meu coração, sim, o meu coração, este tem feito um bom trabalho, pelo o que tenho visto. O melhor da vida, depois de entendido e aplicado o Amor na prática, é saber que a melhor coisa que se tem para fazer é ir em busca da sabedoria. Veja bem, não é "acúmulo de conhecimento" e sim Sabedoria.

Enquanto seres humanos, somos capazes de ludibriar os outros e nos auto-boicotar, na vã tentativa do acerto. Somos mestres do Ilusionismo. Há os que ganham dinheiro com isso, mas tal qual o restante do mundo, estes anseiam pela Verdade. Que Verdade é esta? Que Sabedoria é esta? Como evitar cair na teia de Ilusão? Estas são perguntas cujas respostas somente você, enquanto individuo, pode responder. O que te faz Feliz, o que te traz Paz e o que lhe afasta do Mal, são atitudes pessoais e intransponíveis.

Estamos no caminho certo, acredito eu, quando sorrimos mais para a vida, quando o coração bate sempre no mesmo tom e ritmo, e quando o Mal ao nos encarar olho-no-olho afasta-se com medo e sem entender tamanha luminosidade que transborda de tudo que somos e fazemos. Há os que regozijam-se com a maldade e, estando inseridos em todos o âmbitos da sociedade - sem exceção -, fazem questão de implantar armadilhas nos caminhos dos justos e bons. Mal sabem eles que todo aquele que é bom e justo, mesmo sem pedir - e saber -, tem um sem número de almas benevolentes a seu favor.

Tanto tenho para falar e escrever, mas estar no caminho certo requer direcionamento, assertividade, comprometimento e escolhas. Se for para um bem maior, que minha ausência seja vista como sinal de Amor e não de descaso ou ingratidão. Quem tem olhos que veja, quem tem ouvidos que ouça; estou Aqui. Estou sobrevivendo, "matando" meus leões, vencendo batalhas diárias e indo em direção à minha meta, para que enfim possa, agora acompanhado, regozijar-me em pastos verdejantes.



Foto: http://www.luteranos.com.br/portal/site/conteudo.php?idConteudo=9363

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...