quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Crescer!

Fui dormir angustiado e acordei ainda com um aperto no peito. Detesto saber que coisas não muito boas acontecem e que sou o responsável por tais coisas. Procuro estar sempre atento, sempre vigilante, procuro ser o melhor esposo e melhor pai para meus filhos, mas às vezes, devido às inúmeras atividades do dia-a-dia, algo me escapa. Não sou perfeito, sei disso, mas preciso entender que sou a mola propulsora e não mais quem passivamente recebe a atenção e os cuidados fraternais. Cresci.

No instante em que paro para escrever o presente texto, alguém muito querido por mim publica estas palavras: 

"As lágrimas, responsáveis pela lavagem e lubrificação dos olhos, só começam a ser produzidas a partir dos dois meses de idade. Antes disso, o bebê realmente chora “a seco”. Nesses primeiros 60 dias de vida, o que protege os olhinhos do bebê é o fato de ele passar a maior parte do tempo dormindo."


Extrapolando isso à minha realidade e num livre pensar, teço uma analogia com meu presente momento. Também nós adultos, assim como os bebês, choramos a seco muitas vezes. No nosso caso, já velhos e cheios de nós mesmos, o fazemos para não demonstrar fraquezas tão óbvias que chegam a ser ridículas se as fossemos enumerar. Esquecemo-nos que nosso choro "a seco" acontece justamente quando temos a propensão a dormir na maior parte do tempo. Não desejamos nos expor e achamos que lágrimas escorrendo pela face é sinal de fraqueza. Acabei de perceber que há pessoas que dormem toda uma vida, pelo simples medo de derramar suas lágrimas e parecer fraco.

Entendo agora que o ato de chorar faz parte da vida e que é preciso fazê-lo de vez em quando. Não por fraqueza, mas para esvaziar-se, aliviar-se, ou ainda, como muito bem dizia minha avó, para lavar a alma. Não tenhamos medo de abrir os olhos, deixar a luz entrar e deixar-se tocar pelos acontecimentos da vida. Viver é um ato heroico e também um dádiva de Deus para nossas vidas. Abra bem os olhos, viva, chore e faça valer cada instante.


Foto: http://devaneios-marilu.blogspot.com.br/2011/03/o-poeta-e-sua-lagrima.html

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...