terça-feira, 1 de abril de 2014

Ansiedade 2.0!

Nunca pensei que um dia eu chegaria a tal ponto. Fico imaginando em qual esquina eu deixei de olhar para o lado, que caminho encurtei ou qual tive que andar mais do que deveria. Fato é, minha ansiedade voltou forte, muito forte, a ponto de me adoecer.

Meu médico disse categoricamente que se eu não me cuidar, tenho grandes chances de desenvolver Diabetes ainda jovem. Minha pressão sanguínea já aumentou e estou apresentando crises de irritabilidade quase diariamente. Isso quer dizer que se não começar a me cuidar imediatamente, não demorara muito e serei diagnosticado como paciente hipertensivo. Para uma pessoa de apenas 32 anos isso não é lá uma boa coisa.

Devo, mais uma vez, rever alguns detalhes em minha vida. Preciso estar o mais são possível para minha esposa e filhos. De fato, estou me matando aos poucos. Meu veneno? Sedentarismo, trabalho excessivo, noites mal dormidas e alimentação irregular. Só isso me tira uns 15 anos de vida. Isso mesmo, se em condições normais meu organismo suporta chegar aos 75 anos, estou forçando a barra para no máximo viver uns 60 anos. Quero viver e quero fazê-lo saudavelmente. Devo isso aos meus pais, à minha esposa, aos meus filhos e a mim mesmo.

Neste momento que escrevo, estou completamente cansado. Fiz tarefas rotineiras o dia todo, uma vez que me acidente e perdi momentaneamente o tato de um dos polegares. Minha tosse não passa nunca, minha cabeça está latejando e quase de cinco  em cinco minutos eu bocejo. Estou verdadeiramente exausto, sem motivo aparente, o que é uma pena; pois estou sentado e escrevendo este texto até que dê minha hora de entrar no plantão. Doze horas de trabalho noturno se aproximam e só penso em minha cama e no quão bom seria estar com minha esposa e filhos, em casa.

A insônia é minha amiga mais recente. Veio somar forças com as dores de cabeça, a má digestão, a irritabilidade e as crises de estafa. Isso é péssimo, mas também vejo-me  amante da noite, silenciosa e calmante. Preciso de mais dias assim, silenciosos e calmos. Só dessa forma eu voltarei a valorizar a noite, a deixando única e exclusivamente  para dormir.

Foto: http://www.humaniversidade.com.br/boletins/antidoto_ansiedade.htm


OBS: Este texto é uma obra de ficção.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...